ACARSAN

1026 | Laboratório BIOSINTÉTICA

Descrição

Princípio ativo: Benzila, benzoato,
Ação Terapêutica: Escabicidas

Composição

Cada 1 ml contém: benzoato de benzila 0,25 g. Excipientes: ácido esteárico, trolamina, simeticona, essência de rosas, essência de lavanda e água purificada.

Apresentação

Emulsão tópica. Frascos contendo 80 ml
USO PEDIÁTRICO E ADULTO. USO TÓPICO (USO EXTERNO). AGITE ANTES DE USAR.

Indicações

Está indicado no tratamento da escabiose, ftiríase e pediculose.

Dosagem

EXCLUSIVAMENTE PARA USO EXTERNO
AGITAR ANTES DE USAR
1. DILUIÇÃO:
Uso em crianças:
O medicamento deve ser diluído antes da aplicação da seguinte forma:
Crianças maiores de 2 anos:
diluir uma parte de ACARSAN (benzoato de benzila) em uma parte igual (mesma quantidade) de água. Exemplo: 20 ml de benzoato de benzila em 20 ml de água.
Crianças menores de 2 anos ou lactentes: diluir uma parte de ACARSAN (benzoato de benzila) em duas ou três partes iguais de água. Exemplo: 20 ml de benzoato de benzila em 40 ml ou 60 ml de água. - Adultos: uso do medicamento sem diluição. Não é necessário utilizar todo o volume em uma única aplicação. Adicionalmente, aconselha-se a fazer uma prova de toque em uma pequena área antes de utilizar o produto. Caso ocorra ardência ou vermelhidão, o produto não deverá ser utilizado.

Contra-indicações

É contra-indicado para pacientes com hipersensibilidade ao benzoato de benzila ou outros componentes da formulação. Escoriações, inflamações da pele, cortes, queimaduras, feridas abertas ou condições que possibilitem maior absorção.

Reações Adversas

O benzoato de benzila é irritante aos olhos e às mucosas, podendo irritar a pele com sensação de coceira, queimação e vermelhidão em mais ou menos 20% dos pacientes. Estas reações ocorrem principalmente quando a pele está bem escarificada pelo ato de coçar e, em geral, são transitórias. Caso ocorra alguma destas reações, deve-se lavar o local afetado com água abundantemente e caso ainda haja persistência dos sintomas, deve-se procurar orientação médica imediatamente. Entretanto, a coceira pode, em algumas vezes, persistir por mais de uma semana, não indicando falha de tratamento. Reações de hipersensibilidade, dermatite de contato, eritema bolhoso podem ocorrer, raramente, devendo ser retirado o medica mento da pele ou couro cabeludo com água e sabão e interromper o tratamento. Deve-se consultar um médico caso persista a irritação. Quando acidentalmente ingerido, o benzoato de benzila pode causar estimulação do Sistema Nervoso Central (agitação e convulsão), vertigem, dor de cabeça, náuseas, vômitos, diarréias, dispnéia, cianose, colapso circulatório e reações cutâneas eritematosas. Em estudo de toxicidade em animais verificou-se que os gatos são peculiarmente hipersensíveis à aplicação tópica de benzoato de benzila, ao contrário de animais domésticos maiores como os cachorros. Deve-se, portanto, evitar o seu uso em animais domésticos sem a supervisão de um veterinário.

Precauções

Se for absolutamente necessário o uso na presença de lesões com solução de continuidade (feridas abertas), inclusive as causadas pelo ato de coçar, torna-se necessário o aconselhamento médico.
RESTRIÇÕES OU CUIDADOS/ADVERTÊNCIAS: O medicamento é de USO EXCLUSIVAMENTE TÓPICO. Não deve ser ingerido, pois poderá ocorrer intoxicação. Não deve ser usado na face, perto dos olhos, mucosas e meato uretral. Evitar a utilização do medicamento em pele inflamada ou escarificada. Caso isso ocorra, lavar com água abundantemente. Evitar o contato do medicamento com alimentos. Em crianças o medicamento deve ser diluído (ver Posologia), reduzindo o risco de reações adversas. O produto deve ser utilizado com cautela em pessoas que já apresentaram alergias a outros produtos de aplicação na pele.

Interação com outros medicamentos

O benzoato de benzila pode irritar a pele e mucosas, não sendo recomendado o uso de outras substâncias que também tenham ação irritativa ou lesiva sobre a pele (como o ácido salicílico, hidroquinona, etc.), pois poderá ocorrer uma potencialização do efeito lesivo.

Superdose

Quando utilizado corretamente, o risco de intoxicação com o medicamento é praticamente inexistente. Podem, entretanto, ocorrer reações de hipersensibilidade.

Informação técnica

CARACTERÍSTICAS:
O benzoato de benzila é um agente acaricida de ação desconhecida, eficaz no tratamento da escabiose e pediculose. É um medicamento pouco tóxico e sua absorção percutânea é mínima, não se detectando efeitos sistêmicos após aplicação tópica. Sua excreção pelo leite materno é desconhecida.

Farmacocinética

CARACTERÍSTICAS:
O benzoato de benzila é um agente acaricida de ação desconhecida, eficaz no tratamento da escabiose e pediculose. É um medicamento pouco tóxico e sua absorção percutânea é mínima, não se detectando efeitos sistêmicos após aplicação tópica. Sua excreção pelo leite materno é desconhecida.

Dizeres legais

SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR; NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA.
MS 1.1213.0001 ACARSAN®BIOSINTÉTICASabonetebenzoato de benzilaEscabicida. Pediculicida. USO PEDIÁTRICO E/OU ADULTO. USO TÓPICO. (USO EXTERNO).

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play