ARRIF

2558 | Laboratório EUROFARMA

Descrição

Princípio ativo: Rifamicina,
Ação Terapêutica: Antibióticos tópicos

Composição

Cada 1 mL contém: rifamicina (na forma de sal sódico 10 mg*, excipientes q.s.p. 1 mL. Excipientes: edetato dissódico, hidróxido de sódio, metabissulfito de potássio, ácido ascórbico, propilenoglicol e água deionizada. *Cada 1,03 mg de rifamicina SV sódica equivale a 1,0 mg de rifamicina SV ácida.

Apresentação

Solução tópica 10 mg/mL
Embalagem contendo 1 frasco de spray com 20 mL.
USO ADULTO E PEDIÁTRICO
Uso Tópico

Indicações

Tratamento tópico das infecções de superfície, causadas por microorganismos sensíveis à rifamicina:
- ferimentos e feridas infectadas
- queimaduras
- furúnculos
- piodermites
- dermatoses infectadas
- úlceras varicosas, pós-flebíticas, ateroscleróticas e diabéticas
- dermatites eczematóides
- curativos de feridas pós-cirúrgicas infectadas (adenites, panarícios, supurações de parede).

Dosagem

Para aplicação dentro de cavidade ou para lavagem de cavidade após aspiração do conteúdo purulento e possibilidade de limpeza com solução salina.
Para aplicação externa (para lesões, feridas ou furúnculos) ou para preparação de curativos ou compressas.
Uso tópico externo. Pulverizar a área afetada a cada 6-8 horas, ou a critério médico.
Para uma aplicação eficaz, pressione repetidamente a válvula, mantendo o frasco em posição vertical (em pé).
Arrif (rifamicina SV sódica) pode ser associado com a administração de outros antibióticos sistêmicos.

Contra-indicações

Arrif (rifamicina SV sódica) está contra-indicado a pacientes com história de hipersensibilidade a qualquer rifamicina ou a outro componente da formulação.

Reações Adversas

Arrif (rifamicina SV sódica) pode causar uma pigmentação predominantemente vermelho alaranjada na pele e/ou fluidos (incluindo pele, dentes, língua, urina, fezes, saliva, escarro, lágrimas, suor e fluido cérebro-espinhal). Lentes de contato, dentes ou dentaduras podem tornar-se permanentemente manchados.
Têm sido relatados raros casos de reações dolorosas ou alérgicas no local de aplicação.
Em casos excepcionais, tem sido relatada a possibilidade de reações severas de hipersensibilidade sistêmica incluindo choque ou reações anafiláticas, após a aplicação tópica em lesões cutâneas contínuas ou outras regiões do corpo.

Precauções

Arrif (rifamicina SV sódica) contém metabissulfito de potássio. Em pessoas suscetíveis, particularmente em asmáticos, esta substância pode causar reações alérgicas e crises asmáticas severas.
Superinfecção: assim como ocorre com outros antibióticos o uso prolongado de rifamicina pode resultar no crescimento concomitante de organismos não-suscetíveis (particularmente estafilococos). Avaliação repetida das condições do paciente é essencial. Se ocorrer superinfecção o tratamento deve ser interrompido e medidas terapêuticas apropriadas devem ser aplicadas.
A administração de rifamicina deve ser restrita a um período de tempo limitado e, sempre que possível, o tratamento deve ser realizado com baixas doses e alternado com outros agentes terapêuticos.
Evitar aplicação em áreas extensas, próximo ao interior do ouvido ou em contato com o tecido nervoso.
Uso na gravidez e lactação: Arrif (rifamicina SV sódica) deve ser utilizado durante a gravidez somente se o benefício potencial justificar o risco potencial para o feto. Não são conhecidos dados que contra-indiquem o uso de Arrif (rifamicina SV sódica) durante a amamentação.
Arrif (rifamicina SV sódica) pode manchar tecidos.
Após aplicar o produto, evite o contato com tecidos, protegendo as roupas de possíveis manchas.

Interação com outros medicamentos

Têm sido relatadas interações com anticoagulantes, ciclosporina e contraceptivos orais com uso sistêmico de Arrif (rifamicina SV sódica); também foi observada interação com ciclosporina no tratamento tópico com rifamicina.
Pacientes utilizando contraceptivos hormonais por via oral ou outras vias sistêmicas devem ser advertidos a alterarem para métodos contraceptivos não-hormonais durante o tratamento com Arrif (rifamicina SV sódica).

Superdose

Não são conhecidos sintomas de superdosagem.

Informação técnica

A rifamicina SV é um antibiótico de elevado poder bactericida, com atividade tanto contra germes Gram-positivos como Gram-negativos quando em uso local. Atua particularmente nas infecções que não respondem ao emprego de outros antibióticos e mesmo nas causadas pelos estafilococos penicilino resistentes.

Farmacocinética

A rifamicina SV é um antibiótico de elevado poder bactericida, com atividade tanto contra germes Gram-positivos como Gram-negativos quando em uso local. Atua particularmente nas infecções que não respondem ao emprego de outros antibióticos e mesmo nas causadas pelos estafilococos penicilino resistentes.

Dizeres legais

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
SÓ PODE SER VENDIDO COM RETENÇÃO DA RECEITA.
MS - 1.0043.0964

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2020.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play