DESONOL

3969 | Laboratório MEDLEY

Descrição

Princípio ativo: Desonida,
Ação Terapêutica: Antialérgicos e corticoides tópicos

Composição

Cada grama de DESONOL® Creme 0,05% contém: desonida 0,5 mg. Veículo q.s.p. 1,0 g (cera emulsificante não-iônica, edetato dissódico diidratado, petrolato branco, metilparabeno, propilparabeno, propilenoglicol, trolamina, essência e água deionizada). Cada grama de DESONOL® Loção cremosa 0,05% contém: desonida 0,5 mg. Veículo q.s.p. 1,0 g (álcool cetoestearílico, monoestearato de dietilenoglicol, estearato de sorbitana, petrolato líquido, propilenoglicol, laurilsulfato de sódio, metilparabeno, propilparabeno, edetato de sódio, ácido cítrico e água deionizada). Cada grama de DESONOL® Pomada 0,05% contém: desonida 0,5 mg. Veículo q.s.p. 1,0 g (petrolato branco e macrogol). Cada grama de DESONOL® Loção Capilar 0,1% contém: desonida 1,0 mg. Veículo q.s.p. 1,0 g (álcool isopropílico, metilparabeno, propilparabeno, propilenoglicol e acetona).

Apresentação

DESONOL® Creme 0,05%: cartucho com bisnaga contendo 30 g. DESONOL® Loção Cremosa 0,05%: cartucho com frasco contendo 60 g. DESONOL® Pomada 0,05%: cartucho com bisnaga contendo 30 g. DESONOL® Loção Capilar 0,1%: cartucho com frasco gotejador contendo 30 g.

Indicações

anti-inflamatório e antipruriginoso tópico nas dermatoses sensíveis aos corticosteróides.

Dosagem

Aplicar uma fina camada do produto sobre a área afetada, até que se verifique melhora dos sinais e sintomas. Posteriormente, diminuir o número de aplicações. Adultos: uma a três vezes ao dia. Crianças: uma vez ao dia. Desonol®loção capilar: aplicar algumas gotas da loção na área afetada do couro cabeludo, pela manhã e à noite. USO PEDIÁTRICO OU ADULTO.

Contra-indicações

hipersensibilidade a desonida, em lesões tuberculosas, sifilíticas e virais (herpes, vacínia ou varicela). Não deve ser utilizado nos olhos ou nas áreas próximas a eles.

Reações Adversas

atrofias cutâneas, estrias, telangiectasias, hipopigmentação, hipertricose e púrpura senil; efeitos sistêmicos (Síndrome de Cushing, hiperglicemia e glicosúria). Podem também agravar ou mascarar quadros infecto-parasitários. Retardam a cicatrização de úlceras e ferimentos da pele. Ocasionalmente, podem provocar dermatites de contato. As crianças e os hepatopatas são mais susceptíveis.

Precauções

na presença de infecção, um agente adequado antimicótico ou antibacteriano deverá ser usado. Se áreas extensas forem tratadas poderá ocorrer absorção sistêmica aumentada, particularmente em crianças. A segurança do uso de corticosteróides tópicos durante a gestação ainda não foi estabelecida. Não se sabe se os corticosteróides tópicos são excretados no leite ou que tenham causado problemas em lactentes quando usados corretamente. Entretanto, não se deve aplicar o medicamento nos seios pouco antes de amamentar. Devido a maior relação superfície da pele/peso corpóreo, crianças podem demonstrar maior susceptibilidade à supressão do eixo HHA e Síndrome de Cushing induzidas por corticosteróides tópicos do que os pacientes adultos. Cautela no tratamento prolongado em pacientes com diabetes ou com tuberculose. A loção capilar é um produto inflamável, devendo ser mantido longe do fogo.

Interação com outros medicamentos

Não há relatos de interações medicamentosas.

Dizeres legais

Registro no MS: 1.0181.0220.
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play