XATRAL OD

1213 | Laboratório SANOFI-AVENTIS

Descrição

Princípio ativo: Alfuzosina,
Ação Terapêutica: Terapêutica prostática

Composição

Cada comprimido de liberação prolongada contém: cloridrato de alfuzosina 10 mg,excipientes q.s.p. 1 comprimido. Contém: manitol, celulose microcristalina, hipromelose, povidona K30, dióxido de silício coloidal, óleo de rícino hidrogenado, óxido férrico amarelo, estearato de magnésio, etilcelulose. O cloridrato de alfuzosina é um derivado quinazolínico ativo por via oral e que se constitui em um antagonista seletivo dos receptores adrenérgicos alfa-1 pós-sinápticos. Estudos farmacológicos realizados in vitroconfirmaram a especificidade do cloridrato de alfuzosina pelos adrenoreceptores alfa-1 situados no trígono vesical, uretra e próstata. Os bloqueadores alfa-1 por uma ação direta sobre o músculo liso do tecido da próstata diminuem a obstrução infra-vesical. Estudos in vivo em animais evidenciaram que o cloridrato de alfuzosina reduz a pressão uretral e, conseqüentemente, a resistência ao fluxo miccional.

Apresentação

XATRAL®OD 10 mg: cartucho contendo 10 ou 30 comprimidos de liberação prolongada.

Indicações

Tratamento dos sintomas funcionais da hiperplasia prostática benigna. Tratamento adjuvante do cateterismo vesical nos quadros de retenção urinária aguda, relacionada com a hiperplasia benigna da próstata.

Dosagem

A posologia recomendada é de 1 (um) comprimido de XATRAL® OD 10 mg ao dia, após uma refeição. Tratamento adjuvante do cateterismo vesical nos quadros de retenção urinária aguda, relacionada com a Hiperplasia Benigna da Próstata: A posologia recomendada é de 1 comprimido de 10 mg por dia, a ser tomado imediatamente após a refeição da noite, a partir do primeiro dia do cateterismo uretral. O tratamento deve ser administrado durante 3 a 4 dias, sendo 2 a 3 dias enquanto o cateter estiver sendo utilizado e 1 dia depois da retirada deste. O comprimido deve ser engolido inteiro.

Contra-indicações

Hipersensibilidade a alfusozina ou a qualquer componente da fórmula, uso de anti-hipertensivos, uso de outros bloqueadores alfa 1, insuficiência hepática.

Reações Adversas

Dentre as reações adversas comuns relatadas com uso de XATRAL® OD, destaca-se:fraqueza/tontura, cefaléia (Distúrbios do Sistema Nervoso Central e psiquátrico); náusea, dor abdominal (Distúrbios Gastrintestinais); astenia (Sistema Corpóreo). Outras reações adversas incomuns também relatadas foram: vertigem; taquicardia, hipotensão (postural), síncope, palpitações; rinite; diarréia; rash, prurido; rubores, edema, dor no peito. Reações adversas classificadas como desconhecidas incluem: síndrome da íris flácida intra-operatória; dano hepatocelular, doença hepato-colestática; priapismo.

Superdose

Em caso de superdosagem, o paciente deve ser hospitalizado, manter-se deitado e deve ser administrado tratamento convencional para hipotensão. A alfusozina é altamente ligada às proteínas plasmáticas, portanto, a diálise não deve ser benéfica.
A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
Reg. M.S.:1.1300.1018.

Medicamentos relacionados com XATRAL OD

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2022.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play