Bronfeniramina

 

Terapias de Ação

Anti-histamínico H1.
Publicidade

Propriedades

A bronfeniramina (ou bromofeniramina) é um anti-histamínico H1 que pertence à família das alquilaminas. Seu mecanismo de ação consiste no bloqueio específico dos receptores histaminérgicos H1 presentes nas células efetoras. Antagoniza a vasodilatação arteriolar e capilar como também o aumento da permeabilidade vascular e a hipersecreção (brônquica) gerados pela liberação de histamina pelos mastócitos. Possui uma ação anticolinérgica suave que produz secura nas mucosas bucal e nasal. Atravessa a barreira hematoencefálica e produz sedação devido à ocupação de receptores H1 cerebrais, relacionados ao controle do estado de vigília. É bem absorvido após administração oral ou parenteral. Metaboliza-se no fígado. Sua meia-vida é de aproximadamente 24 horas. O tempo até o pico plasmático máximo após a administração oral de uma dose de 4mg é de 5 horas. Elimina-se por via renal. A duração da sua ação terapêutica é variável segundo os diferentes pacientes e vai de 3 a 12 horas.

Indicações

Dermatite alérgica ou tópica. Reações alérgicas em geral. Rinite alérgica perene e estacional ou rinite vasomotora. Conjuntivite alérgica. Prurido associado com reações alérgicas. Espirros e rinorreia associados ao resfriado comum. Como coadjuvante da adrenalina e dos corticosteróides no tratamento das reações anafiláticas e anafilactoides, depois de superado o episódio agudo.

Dosagem

Adultos: de 5 a 20 mg, duas vezes por dia (dose máxima diária: 40 mg). Crianças menores de 12 anos: 0,5 mg/kg/dia de peso corporal, divididos em 3 ou 4 doses.

Reações Adversas

Como todos os anti-histamínicos H1 não-seletivos pode provocar sedação, tonturas, sonolência, incoordenação motora, epigastralgia, secura das mucosas, constipação, taquicardia, anorexia, rash cutâneo, visão turva.

Precauções e Advertências

Administrar com precaução em pacientes com antecedentes de asma, glaucoma de ângulo agudo, obstrução pilórica e hipertrofia prostática. Deve-se evitar dirigir veículos ou operar maquinaria pesada. Por não existirem provas conclusivas, recomenda-se não utilizar em gestantes ou durante a lactação, a menos que o benefício para a mãe supere o risco potencial para o feto. Em lactantes e crianças a superdose de bronfeniramina pode causar alucinações, convulsões e morte.

Interações

Efeito aditivo com álcool e outros fármacos depressores do SNC. Os IMAO prolongam e intensificam o efeito anticolinérgico da bronfeniramina.

Contra-indicações

Asma brônquica, EPOC. Prematuros e recém-nascidos. Não utilizar em pacientes que recebem IMAO ou possuem antecedentes de hipersensibilidade ao fármaco ou a derivados similares.

Superdosagem

Sinais de superdose: tonturas, secura da boca ou nariz, sufoco, enrubescimento do rosto e do pescoço, alucinações, crises convulsivas, insônia, fadiga, hipnose e coma. Tratamento: sintomático, lavagem gástrica, eméticos (indução do vômito), administração de vasopressores, tiopental (convulsões), líquidos parenterais. Evitar a administração de estimulantes do SNC (analépticos).
Publicidade

Interações de Bronfeniramina

Informação não disponível

iVademecum © 2016 - 2020.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play