Ergometrina

 

Terapias de Ação

Estimulante uterino.
Publicidade

Propriedades

É uma droga antisserotoninérgica, atua sobre o SNC e estimula diretamente o músculo liso. Não possui atividade bloqueadora alfa-adrenérgica. O efeito clínico da ergometrina resulta do estímulo do músculo liso; a contração da parede uterina em torno dos vasos sanguinolentos da placenta produz homeostase. A sensibilidade do útero ao efeito oxitócico é muito maior no final da gravidez. É rápida e completamente absorvida após a administração oral ou IM. É metabolizada no fígado, inicia sua ação de forma imediata quando administrada por via IV e de 6 a 15 minutos quando por via oral. É eliminada por via renal.

Indicações

Profilaxia e tratamento da hemorragia pós-parto. Não é aconselhável antes da expulsão da placenta, pois pode produzir a retenção desta. Em caso de aborto incompleto pode acelerar a expulsão do conteúdo uterino.

Dosagem

Na forma farmacêutica oral é suficiente um ciclo de 48 horas. A via IV é aconselhável para urgências em casos de hemorragia uterina excessiva. A administração deve ser feita com lentidão no lapso de 1 minuto. Dose habitual para adultos: 0,2 a 0,4 mg, de 2 a 4 vezes ao dia, até que o período de atonia e hemorragia uterinas tenha passado. Injetável: IM ou IV, 0,2 mg a cada 2 ou 4 horas, até 5 doses.

Reações Adversas

Como a administração da ergometrina implica somente poucas doses em um curto período, não foram observadas muitas reações adversas com outros alcalóides do esporão do centeio. Pode produzir um efeito hipertensor grave e repentino associado a toxemia gravídica e antecedentes de hipertensão. De incidência menos frequente: dores no peito, cefaleia súbita e grave, prurido, cãibras, náuseas, vômitos, confusão.

Precauções e Advertências

É importante não utilizar maior quantidade e tempo de medicação do que o prescrito, pois a superdosagem implica risco de ergotismo e gangrena. As doses elevadas de ergometrina antes do parto podem produzir tetania uterina e problemas no lactente (hipoxia, hemorragia intracraniana). Por ser excretada no leite materno, pode produzir ergotismo (vômitos, diarreia, pressão arterial instável, crise convulsiva) no lactente.

Interações

Medicamentos vasoconstritores, vasopressores e outros alcaloides do esporão do centeio; usados simultaneamente com ergonmetrina podem potencializar a vasoconstrição, tornando-se necessário ajustar a dose.

Contra-indicações

A relação risco-benefício deverá ser avaliada em pacientes com doença das artérias coronárias, disfunção hepática, hipertensão grave, incluídas aqui toxemia gravídica, hipocalcemia, disfunção renal ou sepse.

Risco na gravidez

Son evidentes las anormalidades en fetos humanos. Deben prevalecer los factores de riesgo, sobre los pretendidos beneficios del fármaco a prescribir. Contraindicado en el embarazo.
Publicidade

Interações de Ergometrina

Informação não disponível

Alguns medicamentos que contêm Ergometrina

iVademecum © 2016 - 2022.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play