Flutrimazol

 

Terapias de Ação

Antimicótico tópico.
Publicidade

Propriedades

O flutrimazol é um antimicótico de ação tópica. Visto possuir uma estrutura química de tipo imidazólico, o flutrimazol interfere na síntese do ergosterol através da inibição da atividade da enzima lanosterol-14a-desmetilase, originando assim alterações na membrana celular do fungo que culminam na sua destruição.

Indicações

Micoses superfíciais da pele causadas por Trichophyton, Microsporum e por Epidermophyton floccosum: tinea pedis (pé-de-atleta), tinea cruris, tinea corporis, tinea faciei et barbae e tinea inguinalis, candidíase cutânea produzida, principalmente, por leveduras do gênero Candida, pitiríase vesicolor, pitiríase capitis (caspa) e dermatite seborreica.

Dosagem

Adultos e crianças com idade superior a 10 anos. Via tópica aplicar 1 ou 2 vezes ao dia uma quantidade suficiente para cobrir a lesão, favorecendo sua penetração com uma massagem suave. A duração do tratamento depende do tipo de lesão, do microrganismo infectante e da localização. O período de tratamento aconselhável com o propósito de diminuir a possibilidade de recidivas é o seguinte: tinea pedis e micoses interdigitais, 4 semanas; tinea corporis, 2 a 3 semanas; pitiríase versicolor, 1 a 2 semanas; candidíases cutâneas superficiais, 2 a 4 semanas.

Reações Adversas

As mais frequentes compreendem queimação ligeira, irritação, prurido e eritema na zona de aplicação do fármaco.

Precauções e Advertências

Caso ocorra reação cutânea na zona de aplicação, aconselha-se suspender o tratamento e instaurar medidas terapêuticas apropriadas. Não se recomenda o uso em crianças com idade inferior a 10 anos. Os estudos em animais demonstraram não haver evidência de efeitos mutagênicos ou teratogênicos atribuíveis ao flutrimazol; não obstante, devido à inexistência de estudos controlados em mulheres grávidas, recomenda-se utilizar flutrimazol durante o primeiro trimestre da gravidez somente quando o tratamento seja considerado essencial para o bem-estar da paciente. Visto desconhecer-se se o flutrimazol é eliminado no leite materno, recomenda-se seu uso em mulheres durante o período de amamentação somente naqueles casos em que o benefício pretendido para a mãe supere os possíveis riscos para o lactente.

Interações

Não foram observadas interações de qualquer tipo.

Contra-indicações

Hipersensibilidade a este fármaco ou outros antifúngicos imidazólicos (clotrimazol, cetoconazol, econazol, fenticonazol).

Superdosagem

Até o presente não foi registrado nenhum caso de superdose com este fármaco.
Publicidade

Interações de Flutrimazol

Informação não disponível

Alguns medicamentos que contêm Flutrimazol

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play