Sulpirida

 

Terapias de Ação

Antagonista dopaminérgico. Neuroléptico atípico.
Publicidade

Propriedades

É um bloqueador dopaminérgico "seletivo" sobre os receptores D2 das vias mesolímbica e mesocortical, sem ação sobre outros subtipos de receptores (D1, D3, D4 e D5). Esta afinidade sobre os receptores dopaminérgicos D2 faz com que seja menos tolerada e produz menos efeitos adversos bloqueio muscarínico, bloqueio alfa1, bloqueio H1 do que outros antipsicóticos clássicos não seletivos.

Indicações

Dispepsia, discinésia, somatizações viscerais, cólon irritável, colite ulcerosa. Distúrbios somatoformes. Doenças psicossomáticas.

Dosagem

Por via oral são aconselhados 50 mg a cada 6 ou 12 horas. Por via intramuscular, 100 mg a cada 12 horas. Dose ponderada: 3 mg/kg/dia.

Reações Adversas

Em alguns pacientes foram assinalados tremor, sonolência, extrapiramidalismo, tonturas, cefaleia, astenia, secura na boca, ginecomastia, galactorreia, erupção cutânea.

Precauções e Advertências

Não associar com IMAO. A relação risco-benefício deverá ser avaliada em pacientes com glaucoma. Não ministrar com bebidas alcoólicas ou fármacos depressores do SNC. Empregar com precaução na presença de insuficiência renal ou hepática.

Contra-indicações

Feocromocitoma, mal de Parkinson, epilepsia, gravidez e lactação, miastenia grave. Hipersensibilidade ao fármaco.
Publicidade

Interações de Sulpirida

Informação não disponível

iVademecum © 2016 - 2021.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play