Telaprevir

 

Terapias de Ação

Antiviral sistêmico.
Publicidade

Propriedades

Trata-se de um moderno e recém-introduzido agente antiviral inibidor de protease resultante da combinação da alfapeginterferona 2a e a ribavirina eficaz no tratamento da hepatite crônica C (CHC) genótipo 1 em pacientes adultos com patologia hepática compensada (cirrose) tratados previamente com interferona. Seu emprego deve ser feito sempre associado com peginterferna e ribavirina e nunca como monoterapia. A administração é por via oral; a absorção ocorre no intestino delgado, alcançando seu pico plasmático (Cmáx) de 4 a 5 horas após. Liga-se às proteínas plasmáticas (59-76%) a1-glicoproteína ácida e albumina. Sofre uma intensa biotransformação hepática (hidrólise, oxidação e redução), dando origem a múltiplos metabólitos que são detectados no sangue, urina e fezes. É eliminado em sua maior parte (82%) nas fezes e parcialmente no ar expirado (9%) e na urina (1%).

Indicações

Hepatite C crônica (genótipo 1).

Dosagem

Por via oral, 750 mg 3 vezes ao dia com as refeições que contenham até 20 g de gordura durante 3 meses. Posteriormente, de acordo com a resposta terapêutica e a tolerância, o tratamento poderá ser estendido por mais 12 a 36 semanas.

Reações Adversas

As reações indesejáveis mais frequentes ( >5%) foram náuseas, vômitos, prurido, "rash" cutâneo, anemia, disgeusia, astenia, eosinofilia, síndrome de Stevens-Johnson, febre, diarreia.

Precauções e Advertências

Recomenda-se evitar a gravidez, já que o telaprevir pode provocar defeitos fetais e até morte. Deverão realizar-se controles hematológicos às 2, 4, 8 e 12 semanas após iniciado o tratamento, assim como outros índices gerais (hepatograma, monograma sérico, creatininemia).

Interações

Por ser substrato e inibidor do sistema CYP3A, o telaprevir pode aumentar ou diminuir as concentrações séricas de numerosos fármacos metabolizados por esse sistema.

Contra-indicações

Gravidez (pode causar dano fetal). Não se deve associar com fármacos cuja biotransformação depende do CYP3A, tais como rifampicina, alfuzosina, pimozida, sildenafila, midazolam, triazolam, tadalafila, estatinas, cisaprida, derivados do ergot. Insuficiência hepática moderada ou grave. Crianças com idade abaixo de 18 anos.

Risco na gravidez

Son evidentes las anormalidades en fetos humanos. Deben prevalecer los factores de riesgo, sobre los pretendidos beneficios del fármaco a prescribir. Contraindicado en el embarazo.
Publicidade

Interações de Telaprevir

Informação não disponível

Alguns medicamentos que contêm Telaprevir

iVademecum © 2016 - 2023.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play