AZI

2457 | Laboratório SIGMA PHARMA

Descrição

Princípio ativo: Azitromicina,
Ação Terapêutica: Antibióticos e quimioterápicos antibacter.

Composição

Azitromicina diidratada.

Apresentação

Azi® comprimidos revestidos de 500 mg; e 1G: caixas contendo 3, 5 e 9 comprimidos; 1 comprimido respectivamente. Azi® suspensão oral de 600, 900 e 1500 mg: frascos contendo pó para reconstituição e diluente a 9, 12 e 20 ml + dosador (200 mg /5 ml).

Indicações

Azi® é indicado em infecções causadas por organismos suscetíveis, em infecções do trato respiratório inferior incluindo bronquite e pneumonia, em infecções da pele e tecidos moles, em otite média aguda e infecções do trato respiratório superior incluindo sinusite e faringite/tonsilite (penicilina é o fármaco de escolha usual no tratamento de faringite devido a Streptococcus pyogenes, incluindo a profilaxia da febre reumática). A azitromicina geralmente é efetiva na erradicação do estreptococo da orofaringe; porém, dados que estabelecem a eficácia da azitromicina e a subseqüente prevenção da febre reumática não estão disponíveis no momento. Nas doenças sexualmente transmissíveis no homem e na mulher, Azi® é indicado no tratamento de infecções genitais não complicadas devido a Chlamydia trachomatis. É também indicado no tratamento de cancro devido a Haemophilus ducreyi, e em infecções genitais não complicadas devido a Neisseria gonorrhoeae sem resistência múltipla. Infecções concomitantes com Treponema pallidum devem ser excluídas. Azi® é indicado também para o tratamento de acne vulgar.

Dosagem

POSOLOGIA e ADMINISTRAÇÃO:
Azi® deve ser administrado em dose única diária. A posologia de acordo com a infecção está descrita abaixo e pode ser administrado com ou sem alimentos. USO EM ADULTOS: Para o tratamento de doenças sexualmente transmissíveis causadas por Chlamydia trachomatis, Haemophilus ducreyi ou Neisseria gonorrhoeae suscetível, a dose é de 1g em dose oral única. Para todas as outras indicações nas quais é utilizada a formulação oral, uma dose total de 1500 mg deve ser administrada em doses diárias de 500 mg, durante 3 dias. Como alternativa, a mesma dose total pode ser administrada durante 5 dias, em dose única de 500 mg no primeiro dia e 250 mg, 1 vez ao dia, do segundo ao quinto dia. Para tratamento da acne vulgar (adultos e crianças acima de 12 anos): Para o tratamento da acne vulgar, Azi® deve ser administrado de forma intermitente de 3 ciclos de 500 mg/dia: 1° ciclo de 1 comprimido/dia por 3 dias e 7 de intervalo, 2° ciclo de 1 comprimido/dia por 3 dias com 7 de intervalo e 3° ciclo de 1 comprimido/dia por 3 dias. USO EM CRIANÇAS: A dose máxima total recomendada para qualquer tratamento em crianças é de 1500 mg. Em geral, a dose total em crianças é de 30 mg/kg.

Contra-indicações

Azi® é contra-indicado a indivíduos com hipersensibilidade à azitromicina, eritromicina, a qualquer antibiótico macrolídeo, cetolídeo ou a qualquer componente da fórmula.

Reações Adversas

A azitromicina diidratada é bem tolerado, apresentando baixa incidência de efeitos colaterais. Redução neutrófilos, perda de audição, náusea, vômito, diarréia, fezes amolecidas, desconforto abdominal (dor/cólica) e flatulência, disfunção hepática, reações alérgicas incluindo rash e angioedema. Em experiência pós-comercialização, foram relatados os seguintes efeitos indesejáveis: monilíase e vaginite, trombocitopenia, anafilaxia (raramente fatal) anorexia, reação agressiva, nervosismo, agitação e ansiedade, tontura, convulsões, cefaléia, hiperatividade, parestesia, sonolência e desmaio, vertigem, palpitações e arritmias incluindo taquicardia ventricular.

Precauções

Raramente têm sido relatadas reações do tipo alérgico graves, como anafilaxia e angioedema. Como com qualquer antibiótico, é fundamental a observação constante de sinais indicativos de proliferação de organismos não-sensíveis, incluindo fungos. Não são recomendados ajustes de doses nos indivíduos com insuficiência hepática de grau leve a moderado. Entretanto, sendo o fígado a sua principal via de excreção, a azitromicina deverá ser utilizada cuidadosamente em pacientes com disfunção hepática grave. Em pacientes com insuficiência renal leve (clearance de creatinina >40ml/min.) não é necessário ajuste das doses do antibiótico, porém não existem relatos sobre o uso da azitromicina em pacientes com insuficiência renal grave; portanto, são necessárias precauções máximas antes de se prescrever o produto para estes pacientes. Pela eventual possibilidade teórica de ergotismo, a azitromicina e os derivados do ergô não devem ser administrados conjuntamente.

Interação com outros medicamentos

antiácidos, carbamazepina, ciclosporina, cimetidina, digoxina, ergo, metilprednisolona, teofilina, terfenadina, varfarina, zidovudina.

Dizeres legais

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
Reg. MS: 1.3569.0011.
Publicidade

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play