MINEROVIT

1379 | Laboratório CIFARMA

Descrição

Composição

Cada comprimido de MINEROVIT contém vitamina A (palmitato de retinol) 10.000 UI, vitamina B1(mononitrato de tiamina) 20,0 mg, vitamina B2(riboflavina) 5,0 mg, vitamina B5(pantotenato de cálcio) 11,6 mg, vitamina B6(cloridrato de piridoxina)10,0 mg, vitamina B12(cianocobalamina) 5,0 g, vitamina PP (nicotinamida) 50,0 mg, vitamina H (biotina) 0,25 mg, vitamina C (ácido ascórbico) 150,0 mg, vitamina D (colecalciferol) 500 UI, vitamina E (acetato de tocoferol) 10,0 mg, cálcio 129,0 mg, ferro 50 mg, fósforo 25,8 mg, magnésio 60,0 mg, manganês 2,05 mg, cobre 3,90 mg, zinco 2,30 mg, molibdênio 0,25 mg, boro 0,88 mg.
Excipientes q.s.p. 1 comprimido (hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, álcool etílico, ácido esteárico, estearato de magnésio, dióxido de silício coloidal, corante vermelho eritrosina Laca, celulose microcristalina, croscarmelose sódica e cloreto de metileno).

Apresentação

MINEROVIT>comprimidos revestidos - Embalagem contendo 30 comprimidos.
USO ORAL ADULTO.

Indicações

MINEROVIT, complexo vitaminíco e mineral, é indicado para prevenção e tratamento de estados de carência destas substâncias essenciais ao organismo, após doenças agudas e crônicas, longos períodos de convalescença, durante a gravidez e aleitamento, déficit alimentar de pessoas idosas, em pacientes sob antibioticoterapia ou quimioterapia ou nos casos de dietas inadequadas, deficiências induzidas por medicamentos ou pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Dosagem

Administrar 1 comprimido ao dia ou a critério médico.

Contra-indicações

O uso de MINEROVIT é contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade conhecida a qualquer um dos componentes da fórmula; para tratamento de hipovitaminoses específicas graves; nas hipervitaminoses A e D e nos casos de insuficiência renal. A relação risco/benefício deverá ser avaliada na presença de hipoprotrombinemia por deficiência de vitamina K, bem como na presença de hemorragia, diabetes mellitus, glaucoma, gota, doença hepática e úlcera péptica. Na doença de Leber tem sido verificada atrofia do nervo ótico imediatamente após a administração da dose de vitamina B12, uma vez que as concentrações desta vitamina nesses casos já são bem elevadas.

Dizeres legais

Reg. M.S.: 1.1560.0170.

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2020.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play