ROSUCOR

4513 | Laboratório TORRENT

Descrição

Princípio ativo: Rosuvastatina,
Ação Terapêutica: Normolipemiantes e hipocolesterolemiantes

Composição

rosuvastatina cálcica

Apresentação

Rosucor 10 mg:cada comprimido contém 10 mg de rosuvastatina;embalagem com 10 ou 30 comprimidos revestidos e sulcados.Rosucor 20 mg: cada comprimido contém 20 mg de rosuvastatina;embalagem com 30 comprimidos revestidos.
USO ADULTO.

Indicações

Pacientes com hipercolesterolemia primária, dislipidemia combinada (mista) e hipertrigliceridemia isolada (incluindo os tipos IIa, IIb e IV de Fredrickson; e a hipercolesterolemia familiar heterozigótica) como adjuvante à dieta, quando a resposta à dieta e aos exercícios é inadequada. Reduz o LDL-colesterol, o colesterol total e os triglicérides elevados e aumenta o HDL-colesterol, capacitando assim a maioria dos pacientes a atingir as diretrizes relevantes de tratamento. Também diminui a ApoB, o não-HDL-C, o VLDL-C e o VLDL-TG, reduz as relações de LDL-C/HDL-C, C-total/HDL-C, não HDL-C/HDL-C e ApoB/ApoA-I e aumenta a ApoA-I. Também é indicado a pacientes com hipercolesterolemia familiar homozigótica, tanto isoladamente quanto como adjuvante à dieta e a outros tratamentos de redução de lipídios (por exemplo, aférese de LDL).

Dosagem

Deve ser administrado 1 vez ao dia, independentemente da hora das refeições, sempre no mesmo horário. Não pode ser mastigado. Os comprimidos de 10 mg são sulcados e podem ser divididos ao meio. A faixa de dose recomendada é de 10 a 40 mg/dia. Uma dose de 5 mg pode ser administrada para pacientes que necessitam de uma diminuição de dose. Hipercolesterolemia primária, dislipidemia combinadae hipertrigliceridemia isolada:dose usual de 10 mg/dia; nos casos graves deve-se considerar uma dose inicial de 20 mg. Hipercolesterolemia familiar homozigótica:dose inicial de 20 mg. Crianças: a eficácia e segurança não foram estabelecidas. Idosos:doses habituais. Insuficência renal:doses habituais nos casos leves a moderados; nos casos graves a dose é de 5 mg/dia, não devendo ser maior que 10 mg/dia. Insuficiência hepática: doses habituais para os casos leves a moderados;nos casos graves a dose é de 5 mg/dia; doses superiores a 10 mg/dia devem ser cuidadosamente consideradas. Raça: em pacientes asiáticos iniciar com 5 mg/dia. Terapia concomitante:apresentou eficácia adicional em associação com fenofibrato e niacina; também pode ser associado com sequestrantes de ácidos biliares.

Contra-indicações

Hipersensibilidade à rosuvastatina cálcica ou aos demais componentes da fórmula. Pacientes com doença hepática ativa. Na gravidez e lactaçãoe em mulheres com potencial para engravidar que não estejam usando métodos contracepcionais apropriados.

Reações Adversas

Geralmente é bem tolerado e as reações geralmente são leves e transitórias. As mais comuns são: cefaléia, mialgia, astenia, constipação, vertigem, náuseas e dor abdominal.

Precauções

Usar com cautela em pacientes que consomem grandes quantidades de álcool, com história de doença hepática, com mialgia e rabdomiólise, que estejam recebendo ciclosporina, genfibrozila, ácido nicotínico, antifúngicos (do grupo azóis) e macrolídeos, em pacientes com insuficiência renal, hipotiroidismo e em idosos.Gravidez: não deve ser administrado durante a gravidez, ou em mulheres em idade fértil, a menos que sejam utilizados métodos contraceptivos adequados.

Interação com outros medicamentos

Antagonistas da vitamina K, ciclosporina, genfibrozila, antiácidos.

Dizeres legais

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA. "AO PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO".
Registro MS n° 1.0525.0043

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play