SIGMALIV

1284 | Laboratório SIGMA PHARMA

Descrição

Composição

Desloratadina.

Apresentação

Comprimidos revestidos de 5 mg. Embalagem contendo 4, 6, 10 ou 12 comprimidos revestidos. Xarope de 0,5 mg/ml. Embalagens contendo frascos de 30, 60 ou 100 ml.
USO ORAL. USO ADULTO E PEDIÁTRICO (comprimido revestido: crianças acima de 12 anos de idade).

Indicações

SIGMALIV é indicado para o alívio rápido dos sintomas associados à rinite alérgica (incluindo rinite alérgica intermitente e persistente), entre eles espirro, rinorréia, prurido e congestão nasal, assim como prurido ocular, lacrimejamento e vermelhidão dos olhos, prurido do palato e tosse. SIGMALIV é indicado também para o alívio dos sintomas associados à urticária, como prurido e redução do tamanho e número de erupções cutâneas.

Dosagem

Em crianças de 6 a 11 meses de idade: 2 mL (1 mg) de SIGMALIV Xarope uma vez por dia. Em crianças de 1 a 5 anos de idade: 2,5 mL (1,25 mg) de SIGMALIV Xarope uma vez por dia. Crianças de 6 a 11 anos de idade: 5 mL (2,5 mg) de SIGMALIV Xarope uma vez por dia. Adultos e adolescentes (maior ou igual a 12 anos de idade): um comprimido revestido de 5 mg de SIGMALIV ou 10 mL (5 mg) de SIGMALIV Xarope uma vez por dia.

Contra-indicações

Hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer um dos seus componentes.

Reações Adversas


REAÇÕES ADVERSAS A MEDICAMENTOS:
Em crianças de 6 a 23 meses, os eventos adversos mais frequentes relatados, superiores ao do placebo foram: diarréia (3,7%), febre (2,3%) e insônia (2,3%). Em estudos clínicos com indicações, incluindo rinite alérgica e urticária idiopática crônica, na dose recomendada de 5 mg diários, 3% a mais dos pacientes tratados com desloratadina Comprimidos relataram reações adversas em relação aos pacientes tratados com placebo. Os efeitos adversos mais freqüentes superiores aos do placebo foram fadiga (1,2%), boca seca (0,8%) e cefaléia (0,6%). Casos raros de reações de alergia (incluindo anafilaxia e erupções cutâneas), taquicardia, palpitações, hiperatividade psicomotora, convulsões, elevações das enzimas hepáticas, hepatite e aumento da bilirrubina também podem ocorrer.

Interação com outros medicamentos

Não foram observadas interações medicamentosas clinicamente significativas com desloratadina comprimidos nos estudos clínicos.

Superdose

Em caso de superdose, devem ser consideradas as medidas normais para extrair a substância ativa que não foi absorvida. Recomendam-se tratamento sintomático e medidas de suporte. A desloratadina não é eliminada por hemodiálise; não se sabe se há eliminação por diálise peritoneal.

Dizeres legais

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
Reg. MS: n° 1.3569.0551:

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2020.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play