BROMEPINA

4958 | Laboratório GERMED PHARMA

Descrição

Princípio ativo: Pinavério, brometo,
Ação Terapêutica: Colagogos Colerét. Digest. Hepatopr. Lipotr.

Composição

Cada comprimido revestido contém: brometo de pinavério 100 mg, excipiente* q.s.p. 1 com rev
* celulose microcristalina, lactose, polímero do ácido acrílico, dióxido de silício, estearato de magnésio, polímero catiônico ácido metacrílico, macrogol, talco, dióxido de titânio, corante alumínio laca amarelo crepúsculo 6, álcool isopropílico e água purificada.

Apresentação

Comprimidos revestidos de 100 mg - caixas contendo 10, 20, 30, 40 ou 60 comprimidos revestidos.
USO ADULTO - USO ORAL

Indicações

- Tratamento sintomático da dor ou desconforto abdominal, dos distúrbios da frequência ou consistência das evacuações (constipação ou diarréia) e da distensão abdominal, decorrentes dos transtornos funcionais do intestino (SII). - Tratamento sintomático das dores decorrentes dos transtornos funcionais das vias biliares. - Preparação de enemas opacos.

Dosagem

Recomenda-se a administração de 1 comprimido de 100 mg, 2 vezes ao dia (manhã e noite). Excepcionalmente, a posologia pode ser aumentada para 3 comprimidos ao dia. Os comprimidos devem ser deglutidos inteiros, sem mastigar, com um pouco de água, imediatamente antes ou durante as refeições. Na preparação de enemas opacos, a posologia é de 2 comprimidos diários de 100 mg, nos 3 dias anteriores ao exame.

Contra-indicações

- Hipersensibilidade conhecida aos componentes da fórmula.

Reações Adversas

Foram relatados, raramente, alguns casos de alterações digestivas leves e casos isolados de reações cutâneas, algumas do tipo alérgico. Raramente, pode haver agravamento da constipação e epigastralgia. Em casos de erupção cutânea, é conveniente interromper a administração do medicamento.

Precauções

Não existem dados confiáveis sobre teratogênese em animais. Atualmente, não existem dados pertinentes ou em quantidade suficiente para avaliar possíveis efeitos de malformação fetal ou de fetotoxicidade do brometo de pinavério administrado durante a gravidez. Portanto, é desaconselhável a utilização do brometo de pinavério durante a gravidez. Além disso, deve-se observar a presença de bromo, cuja administração no final da gravidez pode causar alterações neurológicas no recém-nascido (hipotonia, sedação). Em função da falta de estudos, recomenda-se não utilizar o brometo de pinavério durante a lactação.

Interação com outros medicamentos

Os estudos realizados não demonstraram interações medicamentosas com nenhum dos seguintes tratamentos concomitantemente prescritos: hipoglicemiantes orais, anticoagulantes e digitálicos.

Superdose

No homem, a administração de doses de até 1,2 g de BROMEPINA não provocou outros efeitos secundários além de diarréia e/ou flatulência. Não existe nenhum antídoto específico, portanto, no caso de superdose deve ser instaurado tratamento sintomático.

Informação técnica

O brometo de pinavério é um agente espasmolítico que exerce sua ação exclusivamente no tubo digestivo. É um antagonista do cálcio, atuando sobre a célula da musculatura lisa intestinal. Em animais, o brometo de pinavério reduz direta ou indiretamente os efeitos da estimulação dos canais aferentes sensitivos. A absorção do brometo de pinavério no trato gastrointestinal é inferior a 10%, o que faz com que sua ação seja local, no trato intestinal. Estudos radiográficos em animais demonstraram uma impregnação eletiva no tubo digestivo. Esta pequena fração absorvida atinge concentração plasmática máxima em uma hora e meia, sendo rapidamente metabolizada pelo fígado e eliminada, predominantemente, pela bile. Portanto, brometo de pinavério é desprovido de efeitos anticolinérgicos, inclusive de efeitos cardiovasculares. Sua eficácia e segurança foram demonstradas em um grande número de pacientes com SII (Síndrome do Intestino Irritável), havendo redução importante da duração e da intensidade das concentrações espásticas.

Farmacocinética

O brometo de pinavério é um agente espasmolítico que exerce sua ação exclusivamente no tubo digestivo. É um antagonista do cálcio, atuando sobre a célula da musculatura lisa intestinal. Em animais, o brometo de pinavério reduz direta ou indiretamente os efeitos da estimulação dos canais aferentes sensitivos. A absorção do brometo de pinavério no trato gastrointestinal é inferior a 10%, o que faz com que sua ação seja local, no trato intestinal. Estudos radiográficos em animais demonstraram uma impregnação eletiva no tubo digestivo. Esta pequena fração absorvida atinge concentração plasmática máxima em uma hora e meia, sendo rapidamente metabolizada pelo fígado e eliminada, predominantemente, pela bile. Portanto, brometo de pinavério é desprovido de efeitos anticolinérgicos, inclusive de efeitos cardiovasculares. Sua eficácia e segurança foram demonstradas em um grande número de pacientes com SII (Síndrome do Intestino Irritável), havendo redução importante da duração e da intensidade das concentrações espásticas.

Dizeres legais

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Registro MS n° 1.0583.0757

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

Outros medicamentos GERMED PHARMA

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play