PHARMATON KIDDI

1074 | Laboratório BOEHRINGER

Descrição

Composição

Cada 15 ml do xarope contêm:
lisina. 240,10 mg (correspondente a 300,0 mg de cloridrato de lisina)
vitamina B1 (tiamina) 2,3 mg (correspondente a 3,0 mg de cloridrato de tiamina)
vitamina B2 (riboflavina) 2,4 mg (correspondente a 3,5 mg de fosfato sódico de riboflavina)
vitamina B6 (piridoxina) 4,9 mg (correspondente a 6,0 mg de cloridrato de piridoxina)
vitamina D3 (colecalciferol) 400 UI
vitamina E 10,0 mg (correspondente a 15,0 mg de acetato de racealfatocoferol)
vitamina PP (nicotinamida) 20,0 mg
dexpantenol 10,0 mg
cálcio130,0 mg (correspondente a 999,9 mg de lactato de cálcio pentaidratado)
Excipientes: sorbato de potássio, benzoato de sódio, ácido ascórbico, sorbitol, aspartamo, acessulfamo de potássio, hidroxiestearato de macrogolglicerol, essência de laranja, essência de tangerina, carmelose sódica, edetato dissódico, ácido cítrico monoidratado, ácido fosfórico, água purificada.

Apresentação

Xarope:frascos com 200 ml, acompanhado de copo-medida.
USO ORAL
USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 1 ANO

Indicações

PHARMATON KIDDI xarope está indicado em períodos de necessidade aumentada de vitaminas, especialmente durante o período de crescimento.
Pode ser usado como preventivo de deficiência de vitaminas, por exemplo, nas dietas restritas, na convalescença, após cirurgias, doenças infecciosas ou outras patologias.

Dosagem

MODO DE USAR E CUIDADOS DE CONSERVAÇÃO DEPOIS DE ABERTO
PHARMATON KIDDI xarope pode apresentar uma turvação natural devido a alguns excipientes, a qual, entretanto, não prejudica a eficácia do medicamento.
Agite bem antes de usar.
A quantidade do xarope deve ser medida com o copo-medida incluído na embalagem.
PHARMATON KIDDI xarope com lisina deve ser ingerido, por via oral, preferencialmente de ½ a 1 hora antes do café-da-manhã ou do almoço.
PHARMATON KIDDI xarope com lisina também pode ser diluído com água ou sucos, ou misturado com alimentos e papinhas.
PHARMATON KIDDI xarope com lisina contém sorbitol, aspartamo e acesulfamo de potássio como agentes adoçantes, com aroma de laranja.
POSOLOGIA
Crianças de 1 a 5 anos:7,5 ml por dia.
Crianças com idade superior a 5 anos, adolescentes e adultos:15 ml por dia.

Contra-indicações

PHARMATON KIDDI xarope com lisina é contraindicado nos casos de hipersensibilidade a quaisquer componentes da fórmula.
Também está contraindicado em distúrbios metabólicos existentes de cálcio, como hipercalcemia e hipercalciúria, em casos de hipervitaminose D, na presença de insuficiência renal, cálculos renais de cálcio, quando administrado com outros produtos contendo vitamina D e em caso de fenilcetonúria, intolerância à frutose.

Reações Adversas

Reação com frequência desconhecida: hipersensibilidade.
Desconhecem-se reações adversas.

Precauções

PHARMATON KIDDI xarope com lisina contém 3,75 g de sorbitol (correspondente a 2,6 g de sorbitol anidro) na dose diária máxima recomendada de 15 ml.
Pacientes com problemas hereditários de intolerância à frutose não devem tomar este medicamento.
PHARMATON KIDDI contém 3,6 g de carboidratos em 15 ml, dose diária máxima recomendada.
Atenção: este medicamento contém açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de diabetes.
Nas doses recomendadas, nenhum outro cuidado especial ou precaução é necessário.
Efeitos na habilidade de dirigir veículos ou operar máquinas
PHARMATON KIDDI xarope com lisina é formulado especialmente para crianças. Desconhecem-se efeitos na habilidade de dirigir veículos ou operar máquinas.
Gravidez e lactação
O uso de PHARMATON KIDDI xarope com lisina por mulheres grávidas ou lactantes deve ser decidido pelo médico, de acordo com a experiência clínica.
Estudos clínicos controlados com mulheres grávidas e lactantes não estão disponíveis
PHARMATON KIDDI xarope com lisina está classificado na categoria B de risco na gravidez.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.
USO EM IDOSOS, CRIANÇAS E OUTROS GRUPOS DE RISCO
Desconhecem-se restrições especiais para o uso do produto em pacientes com idade acima de 65 anos.
Este medicamento é contraindicado na faixa etária de 0 a 1 ano.

Interação com outros medicamentos

A vitamina B6 pode diminuir a eficácia da levodopa.
Até o momento não há relatos de interações com outras drogas ou alimentos.

Cuidado de armazenamento

Manter o medicamento em temperatura ambiente (15°C a 30°C). Proteger da luz.

Superdose

Em caso de superdose acidental, procure sempre orientação médica. Após ingestão de altas doses pode resultar um efeito tóxico devido à toxicidade da vitamina lipossolúvel D.
Pode ser necessário o tratamento da hipercalcemia causada pela ingestão de altas doses de vitamina D.
A ingestão diária prolongada de quantidades maiores que 75 ml do produto pode causar sintomas de toxicidade crônica tais como vômitos, dor de cabeça, sonolência e diarreia, seguidos por sede excessiva, aumento da emissão de urina, fraqueza, nervosismo e hipertensão arterial. Os sintomas agudos somente são observados com doses ainda mais elevadas. Em adultos, a dose tóxica aguda de vitamina D corresponde, aproximadamente, à ingestão de 25.000-50.000 UI (contidas em 937 - 1.875 ml).
Pode ainda ocorrer hipercalcemia por ingestão de altas doses de vitamina D. O tratamento consiste em interromper o uso e reduzir a ingestão de cálcio para diminuir os efeitos da sua alta concentração. Pode-se administrar soro fisiológico endovenoso com ou sem diuréticos para aumentar a eliminação de cálcio pela urina, e, se necessário, corticosteroides para reduzir o risco de lesão nos tecidos. A administração de cloreto de amônio pode reduzir a acidez da urina, diminuindo deste modo o risco de formação de cálculos de cálcio.
Conforme literatura corrente, observou-se que a ingestão de altas doses de vitamina B6 pode estar associada à neuropatia periférica.

Dizeres legais

MS 1.0367.0164

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play