Guaifenesina

 

Terapias de Ação

Expectorante.
Publicidade

Propriedades

É um derivado do guaiacol que desenvolve ação expectorante por aumentar a produção de líquido do trato respiratório mediante a redução da adesividade e da tensão superficial do muco endobrônquico. O aumento do fluxo de secreções menos viscosas estimula a ação ciliar e facilita a eliminação do muco mediante a tosse.

Indicações

Tosse seca, improdutiva, tosse do fumante. Traqueobronquite. Pneumopatias.

Dosagem

Dose usual para o adulto: oral, de 200 a 400 mg cada quatro horas (não mais de 2.400 mg ao dia). Dose usual pediátrica. Crianças menores de 2 anos: dose individualizada pelo médico. Crianças de 2 a 6 anos: oral, 50 a 100 mg cada quatro horas (não mais de 600 mg ao dia). Crianças de 6 a 12 anos: oral, de 100 a 200 mg cada quatro horas (não mais de 1.200 mg ao dia).

Reações Adversas

Diarreias, sonolência, náuseas, vômitos, dor de estômago.

Precauções e Advertências

Não foram realizados estudos em animais nem em seres humanos sobre os possíveis efeitos sobre a reprodução, a gravidez e a lactação devido ao uso do fármaco.

Interações

Até o presente não foram descritas interações com outros fármacos.
Publicidade

Interações de Guaifenesina

Informação não disponível

iVademecum © 2016 - 2021.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play