EMET

2506 | Laboratório MOMENTA

Descrição

Princípio ativo: Dimenidrinato,Piridoxina,
Ação Terapêutica: Anticinetóticos

Apresentação

Embalagem com 20 mL contendo 25 mg/mL + 5mg/mL princípio ativo. Cada mL (20 gotas) contém: dimenidrinato 25 mg, cloridrato de piridoxina5 mg, excipientes q.s.p. 1 Ml, excipientes: propilenoglicol, sacarina sódica, benzoato de sódio, aroma de cereja, sorbitol 70%, ácido clorídrico, hidróxido de sódio e água deionizada. Cada 1 mL de Emet (dimenidrinato + cloridrato de piridoxina) corresponde a 20 gotas.
USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Indicações

Nas náuseas e vômitos em geral, inclusive da gravidez. Na profilaxia e tratamento das cinetoses e suas manifestações (enjôos causados por viagens marítimas, terrestres e aéreas). Na profilaxia e no tratamento dos distúrbios vestibulares. Nos distúrbios observados pós-tratamentos radioterápicos intensivos. Na profilaxia e tratamento das náuseas e vômitos pré e pós-operatórios. No tratamento das labirintites e dos estados vertiginosos de origem central.

Dosagem

Adultos, adolescentes e crianças a partir de 2 anos de idade: 1 gota/ kg de peso corporal (equivalente a 1,25 mg de dimenidrinato/kg), a cada 6 ou 8 horas ou a critério médico, não excedendo a dose máxima diária, conforme a tabela abaixo.

Para evitar a administração incorreta da dosagem, não administre medicamentos diretamente na boca das crianças, utilize uma colher para pingar as gotinhas.

Modo de Uso
Em caso de viagens, usar a medicação, de maneira preventiva, com pelo menos 1/2 hora de antecedência. O uso de dimenidrinato em prematuros e recém-nascidos a termo não é recomendado.

Contra-indicações

O uso deste medicamento é contraindicado em caso de hipersensibilidade conhecida ao dimenidrinato + cloridrato de piridoxina e/ou demais componentes da formulação. O produto não deve ser usado em recém-nascidos (até 30 dias de vida).

Reações Adversas

Reações adversas e alterações de exames laboratoriais
Os efeitos secundários são em geral leves e incluem sonolência, sedação e até mesmo sono, variando sua incidência e intensidade de paciente a paciente, mas raramente requerendo a suspensão da medicação. Podem ocorrer tonturas, turvação visual, insônia, nervosismo, secura da boca, da garganta, das vias respiratórias e retenção urinária. Pode-se tornar necessário, às vezes, a redução da posologia.

Precauções

Como o produto pode causar sonolência, recomenda- se cuidado no manejo de automóveis e máquinas pesadas. Recomenda-se não utilizar o produto quando da ingestão de álcool, sedativos e tranqüilizantes. Cuidados devem ser observados em pacientes asmáticos, com glaucoma, enfisema, doença pulmonar crônica, dificuldades em respirar e dificuldades em urinar. Pertencendo ao grupo dos anti-histamínicos, Emet (dimenidrinato + cloridrato de piridoxina) pode ocasionar, tanto em adultos como em crianças, uma diminuição na acuidade mental e, particularmente em crianças pequenas, excitação.

Interação com outros medicamentos

Potencialização das drogas depressoras do Sistema Nervoso Central. Evitar o uso concomitante de inibidores da monoamino oxidase (MAO), sedativos e tranqüilizantes. Evitar o uso com medicamentos ototóxicos, pois Emet (dimenidrinato + cloridrato de piridoxina) poderá mascarar os sintomas de ototoxicidade.

Superdose

A superdose causa, mais freqüentemente, sonolência. Podem ocorrer convulsões, coma e depressão respiratória. Não se conhece um antídoto específico. Recomenda-se adotar as medidas habituais de controle das funções vitais.

Informação técnica

Características
O dimenidrinato é um sal cloroteofilado do agente anti-histamínico difenilidramina. Seu mecanismo de ação preciso ainda não é conhecido, mas apresenta uma ação depressora na função labiríntica hiperestimulada. O dimenidrinato demonstra seu poder como medicação sintomática nas náuseas e vômitos da gravidez, principalmente quando administrado juntamente com o cloridrato de piridoxina (vitamina B6). Agindo no fígado, a piridoxina opõe-se à formação de substâncias tóxicas provenientes especialmente do metabolismo das proteínas; tais substâncias funcionam como fatores predisponentes aos vômitos.
O dimenidrinato tem sido usado com sucesso nos distúrbios pós-tratamentos radioterápicos intensivos, pós-cirurgias do labirinto e nos estados vertiginosos de origem central.
De grande importância prática é o efeito do dimenidrinato na prevenção e tratamento das náuseas e vômitos pós operatórios em geral. A administração de 100 mg da droga 45 a 60 minutos antes da medicação pré-anestésica, seguida por mais 100 mg após o efeito da narcose, reduz a incidência de náuseas e vômitos nos pacientes submetidos a anestesias inalatórias ou intra-raquidianas.

Farmacocinética

Características
O dimenidrinato é um sal cloroteofilado do agente anti-histamínico difenilidramina. Seu mecanismo de ação preciso ainda não é conhecido, mas apresenta uma ação depressora na função labiríntica hiperestimulada. O dimenidrinato demonstra seu poder como medicação sintomática nas náuseas e vômitos da gravidez, principalmente quando administrado juntamente com o cloridrato de piridoxina (vitamina B6). Agindo no fígado, a piridoxina opõe-se à formação de substâncias tóxicas provenientes especialmente do metabolismo das proteínas; tais substâncias funcionam como fatores predisponentes aos vômitos.
O dimenidrinato tem sido usado com sucesso nos distúrbios pós-tratamentos radioterápicos intensivos, pós-cirurgias do labirinto e nos estados vertiginosos de origem central.
De grande importância prática é o efeito do dimenidrinato na prevenção e tratamento das náuseas e vômitos pós operatórios em geral. A administração de 100 mg da droga 45 a 60 minutos antes da medicação pré-anestésica, seguida por mais 100 mg após o efeito da narcose, reduz a incidência de náuseas e vômitos nos pacientes submetidos a anestesias inalatórias ou intra-raquidianas.

Dizeres legais

Venda sob prescrição médica.
M.S.: 1.0043.1022

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

Outros medicamentos MOMENTA

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play