TAMARINE

2620 | Laboratório COSMED

Descrição

Ação Terapêutica: Laxantes, catárticos e enemas

Composição

Cada 5g contém: Cassia angustifolia Vahl 400,000 mg (equivalente à 10 mg de senosídeos) Tamarindus indica L. 23,595 mg (equivalente à 1,18 mg de ácido tartárico) Cassia fistula L. 23,595 mg (equivalente à 0,00134 mg de ácido transcinâmico) Coriandrum sativum L. 10,890 mg (equivalente à 0,00165 mg de ácido clorogênico) Glycyrrhiza glabra L. 4,800 mg (equivalente à 0,149 mg de ácido glicirrízico) *Excipientes q.s.p. 5,0 g.
*Excipientes: sacarose, ácido cítrico, hidróxido de sódio, sorbato de potássio, metilparabeno sódico, aroma composto, polpas de ameixa e maçã, água purificada)

Apresentação

Geléia
Embalagem de 150 g.
Embalagem de 250 g.
USO ORAL
USO ADULTO E PEDIÁTRICO (Exclusivamente a critério médico)

Indicações

As indicações de TAMARINE® são amplas: é indicado para o tratamento sintomático da constipação intestinal crônica e secundária; preparação para os exames radiológicos e endoscópicos.
Indicações terapêuticas complementares: constipação decorrente de viagens prolongadas, período menstrual, gestação, dietas pós-operatórias e acidentes vasculares cerebrais.

Dosagem


USO ORAL
Adultos (acima de 12 anos): uma colher das de chá (5 g) após a última refeição ou a critério médico.
Crianças menores de 12 anos: a exclusivo critério médico.
O uso de laxantes estimulantes deve ser feito com cautela, por isso, recomenda-se a utilização deste medicamento até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal. No uso contínuo deste produto, recomenda-se não exceder o período de 7 dias sempre respeitando a dosagem recomendada.
No caso de constipação crônica, há estudos do uso de TAMARINE® em períodos de 14 e 28 dias para o tratamento de constipação crônica mostrando eficácia terapêutica.

Contra-indicações

TAMARINE® é contra-indicado nas reticolites e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal que atinge o Íleo e o Cólon, podendo afetar qualquer parte do trato gastrointestinal). Também é contra-indicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.
Gravidez: Categoria A
"Em estudos controlados em mulheres grávidas, o fármaco não demonstrou risco para o feto no primeiro trimestre de gravidez. Não há evidências de risco nos trimestres posteriores, sendo remota a possibilidade de dano fetal."
"Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista."
"Atenção: Este medicamento contém Açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes."

Reações Adversas

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.
Outros efeitos secundários podem ocorrer, são eles: diarréia, epigastralgia, refluxo, vômitos e irritação.
Sintomas raros: sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.
"Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária -NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal."

Precauções

O uso de TAMARINE® em crianças só deve ser feito quando houver indicação médica. Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.
Os laxantes estimulantes devem ser usados com cautela, a diarréia grave pode levar à desidratação e perda de eletrólitos.
Quando a perda hídrica e eletrolítica é acentuada, pode ocorrer uma queda acentuada da pressão arterial, apresentar arritmias cardíacas e outros distúrbios graves, tais como a hipocalemia, a qual pode resultar de redistribuição do potássio do compartimento extracelular para o intracelular, deficiência dietética, perdas renais e extrarenais.
Na avaliação de paciente hipocalêmico, história e exame físico cuidadosos podem diagnosticar causas como efeitos de medicamentos e perdas extra-renais. Os conhecimentos sobre a homeostase do potássio também são considerados: níveis de potássio inferiores a 3,5 mEq/L podem ocorrer nas primeiras horas da manhã, hipocalemia pós-prandial é ocorrência comum. Pacientes com hipocalemia apresentam fraqueza muscular, fadiga, alterações eletrocardiográficas (achatamento de onda T, alteração do segmento S-T e aparecimento de onda U).
Pacientes com comer compulsivo ou bulimia podem apresentar hipocalemia devido a vômitos excessivos, abuso de laxantes e/ou diuréticos. O abuso crônico de laxantes pode ocasionar hipocalcemia e a redução do cloro sérico. Também pode ocorrer perda de bicarbonato através das fezes, acarretando uma acidose metabólica. A distensão do Colón também é observada, quando o uso de laxantes é prolongado devido à retirada do muco protetor que reveste o colón deixando-o vulnerável a infecções.
Gravidez: Categoria A
"Em estudos controlados em mulheres grávidas, o fármaco não demonstrou risco para o feto no primeiro trimestre de gravidez. Não há evidências de risco nos trimestres posteriores, sendo remota a possibilidade de dano fetal."
"Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista."
"Atenção: Este medicamento contém Açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes."
"Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento."

Resultados de eficácia

Tamarine® é um laxante do tipo estimulante da mucosa do intestino e que através de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou eficácia no tratamento de constipação intestinal. De acordo com os dados analisados a administração de 5g da geléia Tamarine® mostra-se eficiente no tratamento da constipação intestinal, pois promove tanto um aumento na freqüência das evacuações como uma diminuição da consistência das fezes tornando-as mais fáceis de serem eliminadas pelos pacientes e também diminui a dor durante as evacuações, quando comparado com padrão basal do pacientes (fase de seleção).
Comparando-o com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em relação aos mesmos desfechos.
No período de 14 dias, o conceito mais freqüente pelos investigadores em relação ao tratamento foi em 47,6% de excelente para Tamarine®. A avaliação permaneceu semelhante na avaliação seguinte (28 dias) com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o Tamarine®.
A avaliação dos pacientes também demonstrou satisfação em relação ao tratamento nos 14 dias iniciais com 39,68% de excelentes para Tamarine®. A avaliação permaneceu semelhante na avaliação seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o Tamarine®.(1)
BIBLIOGRAFIA
1. Moraes, Elisabete A.de;Bezerra,Fernando A.Frota; Moraes, Manoel O. de; Uchoa, Célia R.Amaral; Lima, Francisco A. Viana; Vasconcellos, Marne Carvalho de; Soares, Aline Kércia Alves: Avaliação da eficácia terapêutica da Geléia Tamarine® em pacientes com constipação intestinal crônica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.

Interação com outros medicamentos

Este medicamento deve ser usado com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos tipo quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos (digoxina), anfotericina B e diuréticos hipocalemiantes (furosemida, hidroclortiazida) devido à perda de potássio causada pelo uso excessivo de laxantes.

Cuidado de armazenamento

TAMARINE® geléia deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30° C). Após aberto recomenda-se guardar em geladeira.
Prazo de validade -24 meses.
"Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem."
"Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original."
TAMARINE GELÉIA apresenta-se na forma de gel viscoso, aderente, contendo pequenos fragmentos de pó característico do produto de coloração marron escuro e odro característico.
"Antes de usar, observe o aspecto do medicamento."
"Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças."

Superdose

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarréia, espasmos, cólicas abdominais e uma significante perda de potássio. Tratamento da superdosagem: Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.
"Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações."

Dizeres legais

Reg. MS - 1.7287.0053
"Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica".
Fonte: Bulário Eletrônico da Anvisa, 20/01/2011. TAMARINE®COSMEDCápsulatamarindo + cássia + Coriandrum sativum+ seneLaxante.

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play