TEFLUT

4656 | Laboratório BLAU

Descrição

Princípio ativo: Flutamida,
Ação Terapêutica: Hormônios e antagonistas hormonais

Composição

Cada comprimido contém 250 mg de flutamida.

Apresentação

Caixa contendo 2 blísteres com 10 comprimidos de 250 mg.

Indicações

Indicado como monoterapia ou em combinação com um agonista LHRH, no tratamento do câncer avançado de próstata, em pacientes não-tratados anteriormente ou em pacientes que não responderam ou se tornaram resistentes a tratamentos com hormônios. Como parte de um esquema de tratamento do câncer de próstata, é também indicado na redução do volume do tumor, para melhor controle do tumor e prolongamento do tempo sem doença.

Dosagem

Tanto para o câncer avançado de próstata quanto para o localizado, a dosagem recomendada como monoterapia ou em combinação com um agonista LHRH é de um comprimido de 250 mg, três vezes ao dia, a cada 8 horas. Quando combinado com um agonista LHRH, o tratamento com a flutamida pode ter início 24 horas antes do LHRH. No câncer localizado de próstata, a administração da flutamida deve iniciar-se oito semanas antes da radioterapia e continuar durante a mesma.

Contra-indicações

A pacientes que demonstrem reações de hipersensibilidade à flutamida ou a qualquer componente de sua fórmula.

Reações Adversas

Monoterapia: Ginecomastia e/ou sensibilidade mamária aumentada, às vezes acompanhadas de galactorréia. Menos freqüentes são: diarréia, náuseas, vômitos, aumento do apetite, insônia, cansaço, disfunção hepática passageira e hepatite. Raramente: diminuição da libido, indisposição estomacal, anorexia, dor epigástrica, pirose, constipação, edema, equimose, herpes-zoster, prurido, síndrome similar do lúpus, cefaléia, tontura, fraqueza, mal-estar, visão turva, sede, dor torácica, ansiedade, depressão e linfoedema. Raramente, se observou diminuição da contagem de espermatozóides. Terapia combinada: Ondas de calor, diminuição da libido, impotência, diarréia, náusea e vômitos. A alta incidência de ginecomastia observada com flutamida como monoterapia é consideravelmente reduzida com a terapia combinada. Raramente registraram-se casos de anemia, leucopenia, irritação e erupção no local da injeção, edema, sintomas neuromusculares, icterícia, sintomas geniturinários, hipertensão, efeitos adversos ligados ao sistema nervoso central (depressão, sonolência, confusão, ansiedade, nervosismo) e trombocitopenia. Outras reações adversas:Também foram associadas ao uso do produto as seguintes reações adversas: reações de fotossensibilidade, incluindo eritema, ulcerações, erupções vesiculares e necrólise epidérmica, além de mudança na cor da urina para âmbar ou aparência verde-amarelada, que pode ser atribuída à flutamida e/ou aos seus metabólitos. Foram ainda observadas icterícia colestática, encefalopatia hepática e necrose hepática.

Dizeres legais

USO RESTRITO A HOSPITAIS.
Reg. M.S.: 1.1637.0028.

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play