BEUM

4797 | Laboratório MOMENTA

Descrição

Princípio ativo: Tiamina,
Ação Terapêutica: Vitaminas, minerais e oligoelementos

Composição

Cada comprimido revestido contém: cloridrato de tiamina 300 mg, excipientes qsp. 1 comprimido. Hipromelose, lactose monoidratada, celulose, dióxido de silício, estearato de magnésio, macrogol, copovidona, corante vermelho, dióxido de titânio.

Apresentação

Embalagens com 20 ou 30 comprimidos contendo 300 mg de cloridrato de tiamina.
USO ADULTO

Indicações

Beum (cloridrato de tiamina) é indicado nos seguintes casos:
- neurites e polineurites (como tratamento adjuvante);
- neurites e cardiomiopatia causadas por consumo excessivo de álcool;
- síndrome de Wernicke-Korsakoff;
- beribéri (deficiência grave e típica de vitamina B1).

Dosagem

MODO DE USAR E CUIDADOS DE CONSERVAÇÃO DEPOIS DE ABERTO
Beum (cloridrato de tiamina) comprimidos deve ser ingerido com água ou um pouco de líquido. Depois de aberto, este medicamento deve ser conservado em temperatura ambiente (15°C a 30°C) e protegido da umidade.
POSOLOGIA
Recomenda-se 1(um) a 2(dois) comprimidos de Beum (cloridrato de tiamina) ao dia, ou a critério médico.

Contra-indicações

Hipersensibilidade conhecida a qualquer um de seus componentes. Não têm sido descritas na literatura médica até o momento, contraindicações absolutas à tiamina.

Reações Adversas

Reações alérgicas podem ocorrer quando o paciente for sensível a um dos componentes da fórmula.
Reações adversas embora raras: colapso cardiovascular; hipotensão; morte; cansaço; prurido; urticária; náusea; hemorragia do trato gastrintestinal; edema pulmonar; cianose; edema angioneurótico.

Resultados de eficácia

Beum (cloridrato de tiamina) tem inúmeras indicações, objetivando a suplementação de vitamina B1 em situações, nas quais, por diferentes causas, ocorre sua deficiência clinicamente manifesta, ou subclínica. Assim sendo, Beum (cloridrato de tiamina) tem indicações em planos de suplementação.
(1) Abbas concluiu, neste estudo, que a neuropatia periférica sintomática é comum em pacientes diabéticos, nos quais há uma alta incidência da deficiência de tiamina (vitamina B1).
A suplementação das vitaminas do complexo B deve ser considerada nestes pacientes. Abbas ZG, Swai AB. Evaluation of the efficacy of thiamine and pyridoxine in the treatment of symptomatic diabetic peripheral neuropathy. East Afr Med J 1997, 74(12): 803-8.
(2) Ishibashi e colaboradores relatam encefalopatia de Wernicke-Korsakoff e polineuropatia aguda por deficiência de tiamina em pacientes submetidos à gastroplastia para tratamento de obesidade. I. shibashi S, Ykota T, Shiojiri T, Matunaga T, Tanaka H, Nishina K, Hirota H, Inaba A, Yamada M, Kanda T, Misusawa H. reversible acute axonal polyneuropathy associated with Wernicke- Korsakoff Syndrome: impaired physiological nerve conduction due to thiamine deficiency. J Neurol Neurosurg 2003; 74: 674-6.
(3) A hiperglicemia induz a uma disfunção endotelial. A tiamina inibe esta disfunção endotelial causada pela hiperglicemia.
Este estudo especula a possibilidade de a tiamina retardar as complicações vasculares ocorridas no diabetes. Ascher E, Gade PV, Hingorani A, Putukkeril S, Scheinman M, Jacob T. Thiamine reverse hyperglycemia-induced dysfunction in culture endothelial cells. Surgery 2001; 130: 851-8.

Interação com outros medicamentos

Não existe registro de interação da vitamina B1 (via oral) com outras drogas.

Cuidado de armazenamento

Este medicamento deve ser conservado em temperatura ambiente (15°C a 30°C) e protegido da umidade.
O prazo de validade do medicamento encontra-se impresso na embalagem externa.

Superdose

Não foram descritos, até o momento, sintomas de superdosagem com o uso deste medicamento.

Dizeres legais

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
Reg. M.S.: 1.0043.1021

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

Outros medicamentos MOMENTA

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play