MATERNA

1834 | Laboratório WYETH PHARMA

Composição

Cada comprimido revestido contém:

Apresentação

Cartucho contendo frasco plástico com 30 comprimidos revestidos.
USO ORAL
USO ADULTO

Indicações

Materna®é um suplemento vitamínico-mineral para uso durante os períodos de gravidez e lactação.
Materna®é bem tolerado e pode ser administrado com ou sem alimentos sem afetar a absorção do ferro.

Dosagem

Um comprimido diário administrado com ou sem alimentos, ou segundo orientação médica durante os períodos de gravidez e lactação. Materna® não está indicado para uso em homens ou crianças abaixo dos 12 anos de idade.
Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Contra-indicações

Materna®está contraindicado nos raríssimos casos de história de hipersensibilidade prévia a qualquer um dos componentes da sua fórmula.

Reações Adversas

Podem ocorrer distúrbios gastrintestinais tais como desconforto abdominal e/ou gástrico, constipação, diarréia e náusea e distúrbios do sistema imune tal como hipersensibilidade associados ao uso de Materna®.
Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA, disponível em http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Precauções

Sensibilização alérgica pode ocorrer após administração de preparados contendo ácido fólico por via oral ou parenteral.
Materna® não é indicado para o tratamento de anemia perniciosa. Em casos de anemia perniciosa, o ácido fólico ingerido através de suplementação pode mascarar o quadro clínico sanguíneo, no sentido de que pode haver uma reversão do quadro sanguíneo periférico ao normal, enquanto as manifestações neurológicas podem continuar progredindo.
Este medicamento não é indicado para uso por menores de 12 anos.
Este medicamento não é indicado para uso por homens.
Caso a paciente esteja tomando outro suplemento, leia a bula, uma vez que os suplementos podem conter o mesmo ingrediente.
PACIENTES IDOSAS -Materna® está indicado somente para o uso em mulheres em idade potencial de gravidez.
Este medicamento contém LACTOSE.

Resultados de eficácia

A deficiência de micronutrientes no período perinatal pode contribuir para o aumento da incidência de diferentes transtornos maternos e fetais como, por exemplo, baixo peso ao nascer, o que tem levado nas últimas décadas à realização de vários estudos para avaliar o impacto da suplementação polivitamínica/polimineral durante a gravidez e lactação.1
Estudos têm demonstrado benefícios da suplementação de micronutrientes especialmente em países em desenvolvimento e em populações com específicas deficiências.2,9
Diversos estudos locais, artigos de revisão e guidelines de conduta têm se manifestado favoráveis à suplementação vitamínica especialmente de ácido fólico (vitamina B9), para a prevenção de defeitos do tubo neural no feto; 3,7,8,9,10,11,12 de vitamina A em doses adequadas (reduzidas), para a prevenção de variadas morbidades maternas;3 de vitamina B6 (piridoxina), envolvida na formação de mielina e de neurotransmissores do feto e na redução das náuseas do primeiro trimestre de gravidez, além de reduzir o risco de perda dentária durante a gestação;3 de vitamina C, para reduzir riscos de pré-eclâmpsia, restrição intrauterina de crescimento e anemia materna;3,4 de vitamina E, para reduzir riscos de complicações gestacionais por estresse oxidativo como pré-eclâmpsia;3,5 de vitamina D, para prevenção de fraturas neonatais e na infância, aumento da densidade óssea na infância, para redução do risco de sibilância na infância e de diabetes tipo 1;3 de vitamina K, envolvida na coagulação sanguínea.3
Cuidados periconcepcionais que incluem adequada suplementação vitamínica diminuem a proporção de defeitos fetais e aumenta a eficácia dos cuidados primários durante a gestação.10
Referências bibliográficas:
1. Sunawang et al. Preventing low birthweight through maternal multiple micronutrient supplementation: a cluster-randomized, controlled trial in Indramayu, West Java. Food Nutr Bull. 2009 Dec;30(4):S488-95.
2. Adherence and costs of micronutrient supplementation in pregnancy in a double-blind, randomized, controlled trial in rural western China. Zeng L, Yan H, Cheng Y, Dang S, Dibley MJ. Food Nutr Bull. 2009 Dec;30(4):S480-7.
3. Royal College of Obstetricians and Gynaecologists - Scientific Advisory Committee. Opinion Paper 16: Vitamin Supplementation in Preganancy. August 2009. Disponível em: http://www.rcog.org.uk/files/rcogcorp/SACPaper16VitaminSupplementation.pdf. Acessado em: 05/fev/2010.
4. Rumbold A, Crowther CA. Vitamin C supplementation in pregnancy. Cochrane Database Syst Rev. 2005 Apr 18;(2):CD004072. Review.
5. Rumbold A, Crowther CA. Vitamin E supplementation in pregnancy. Cochrane Database Syst Rev. 2005 Apr 18;(2):CD004069. Review.
6. Kawai K et al. A randomized trial to determine the optimal dosage of multivitamin supplements to reduce adverse pregnancy outcomes among HIV-infected women in Tanzania. Am J Clin Nutr. 2010 Feb;91(2):391-7. Epub 2009 Nov 25.
7. Chen G et al. Prevention of NTDs with periconceptional multivitamin supplementation containing folic acid in China. Birth Defects Res A Clin Mol Teratol. 2008 Aug;82(8):592-6.
8. Ronfani L et al. Periconceptional supplementation with folic acid for the primary prevention of congenital malformations. Pediatr Med Chir. 2004 Mar-Apr;26(2):105-11.
9. Czeizel AE. Primary prevention of neural-tube defects and some other major congenital abnormalities: recommendations for the appropriate use of folic acid during pregnancy. Paediatr Drugs. 2000 Nov-Dec;2(6):437-49.
10. Czeizel AE. Primary prevention of birth defects by periconceptional care, including multivitamin supplementation. Baillieres Clin Obstet Gynaecol. 1995 Sep;9(3):417-30.
11. Czeizel E, Dudás I. Prevention of the first occurrence of anencephaly and spina bifida with periconceptional multivitamin supplementation (conclusion).Orv Hetil. 1994 Oct 16;135(42):2313-7.
12. Czeizel AE, Dudás I. Prevention of the first occurrence of neural-tube defects by periconceptional vitamin supplementation. N Engl J Med. 1992 Dec 24;327(26):1832-5.

Interação com outros medicamentos

Até o momento não há estudos que comprovem a interação de Materna®com outros medicamentos.

Cuidado de armazenamento

Conservar em temperatura ambiente (temperatura entre 15 e 30 °C) protegido da luz e da umidade. O prazo de validade é de 21 meses a partir da data de sua fabricação. Contém agente secante à base de sílica que não deverá ser removido do frasco até o término dos comprimidos. Não ingerir.
O comprimido revestido de Materna®é oval, de coloração rosa claro, sendo que na face vincada está gravado "U" do lado esquerdo e "3" do lado direito do vinco. Na face lisa está gravado "MATERNA".
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Superdose

Em caso de ingestão inadvertida ou acidental de uma quantidade de comprimidos acima do indicado, deve-se procurar imediatamente orientação de profissional médico. Devido ao potencial e risco real de toxicidade por ferro, recomenda-se seguir os procedimentos padrões de emergência como em qualquer caso de envenenamento inorgânico. Sinais de sintomas tais como diarréia e outros tipicamente encontrados em casos de hipervitaminose A ou D podem ser observados nos casos de superdosagem.
Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Dizeres legais

MS -1.2110.0080
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Esta bula foi aprovada pela ANVISA em [29/jan/2013].

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play