BUCLINA

2596 | Laboratório SANOFI-AVENTIS

Descrição

Princípio ativo: Buclizina,
Ação Terapêutica: Antieméticos

Composição

Cada comprimido contém: cloridrato de buclizina 25mg, excipientes q.s.p. 1 comprimido (amido de milho, amido pré-gelatinizado, celulose microcristalina, lactose monoidratada, povidona, estearato de magnésio).

Apresentação

Cartucho contendo 20 comprimidos.

Indicações

BUCLINA é indicado como estimulante do apetite.

Dosagem

Via oral. Adultos: 1 comprimido meia hora antes do almoço e 1 comprimido meia hora antes do jantar. Crianças de 6 a 12 anos: meio comprimido meia hora antes do almoço e meio comprimido meia hora antes do jantar.

Contra-indicações

Na posologia recomendada, não existem contraindicações específicas. Tendo em vista a inexistência de dados referentes ao efeito sobre a gestação, o uso de BUCLINA é desaconselhado em mulheres grávidas e lactantes.

Reações Adversas

As vezes pode ocorrer sonolência diurna, geralmente no início do tratamento.

Interação com outros medicamentos

Possibilidade de potencialização dos depressores do sistema nervoso central (hipnóticos, anestésicos, álcool etc.); possibilidade de mascarar testes diagnósticos cutâneos com extratos alergênicos; levar em conta os riscos de adição do efeito atropínico, em caso de associação com outras substâncias anticolinérgicas (anti-histamínicos, neurolépticos, antiparkinsonianos, anticolinérgicos, antiespasmódicos, atropínicos, disopiramida, antidepressivos tricíclicos).

Superdose

Não foram descritos casos de intoxicação com cloridrato de buclizina até o presente. A superdosagem acidental ou voluntária pode teoricamente provocar sinais e sintomas de intoxicação atropínica, cuja gravidade depende da dose e das condições do paciente. A conduta terapêutica na intoxicação por anticolinérgicos inclui emese provocada, lavagem gástrica com solução a 4% de ácido tânico, administração de carvão ativado, e eventual uso de fisostigmina (ou neostigmina), benzodiazepinas, noradrenalina, respiração assistida e hidratação, na dependência dos sintomas.
"SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO".
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
Reg. MS.: 1.1300.0985.

Informação para o paciente

Ação esperada do medicamento: BUCLINA é um medicamento que possui em sua fórmula uma substância chamada cloridrato de buclizina. Esta substância age no organismo promovendo o estímulo do apetite. Cuidados de conservação: BUCLINA deve ser guardado em sua embalagem original, em temperatura ambiente (entre 15 e 30° C). Protegido da luz e umidade. Prazo de validade: Impresso na embalagem: ao comprar qualquer medicamento verifique o prazo de validade. Não use remédio com prazo de validade vencido. Além de não obter o efeito desejado, você poderá prejudicar sua saúde. Gravidez e lactação: o uso de BUCLINA durante a gravidez e lactação está contraindicado. Informe imediatamente ao médico se houver suspeita de gravidez durante ou após o uso da medicação. Informe ao médico se estiver amamentando. Cuidados de administração: o comprimido de BUCLINA deve ser ingerido com água antes das refeições. Siga a orientação de seu médico respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Interrupção do tratamento:não interrompa o tratamento nem troque de medicação sem o conhecimento de seu médico, pois isto poderá prejudicar o tratamento de sua doença. Reações adversas:informe seu médico sobre o aparecimento de reações desagradáveis com o uso de BUCLINA, em especial sintomas como sonolência diurna, principalmente no início do tratamento. Informe seu médico sobre quaisquer outras reações desagradáveis atribuíveis à medicação.TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. Ingestão concomitante com outras substâncias: BUCLINA não deve ser ingerido juntamente com bebidas alcoólicas. Informe seu médico caso esteja fazendo uso de outros medicamentos, principalmente antidepressivos, anti-histamínicos, hipnóticos, antiespasmódicos e outros.Contraindicações:BUCLINA está contraindicado durante o período de gestação e amamentação.Precauções:em pessoas mais sensíveis, BUCLINA pode provocar sonolência. Assim, estes pacientes devem evitar dirigir veículos ou operar máquinas perigosas, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

Informação técnica

Características. BUCLINA encerra em sua fórmula o cloridrato de buclizina, um derivado piperazínico com ações orexígena, anti-histamínica e antiemética. A buclizina possui acentuado efeito orexígeno, à semelhança de alguns outros anti-histamínicos. O mecanismo dessa ação estimulante do apetite não está ainda bem determinado, mas parece ser devido a um efeito hipoglicemiante e consequente estimulação do centro do apetite, no hipotálamo. Sua leve ação sedativa contribuiria também para reforçar o efeito orexígeno. A buclizina possui ainda um discreto efeito antimuscarínico central.

Farmacocinética

Características. BUCLINA encerra em sua fórmula o cloridrato de buclizina, um derivado piperazínico com ações orexígena, anti-histamínica e antiemética. A buclizina possui acentuado efeito orexígeno, à semelhança de alguns outros anti-histamínicos. O mecanismo dessa ação estimulante do apetite não está ainda bem determinado, mas parece ser devido a um efeito hipoglicemiante e consequente estimulação do centro do apetite, no hipotálamo. Sua leve ação sedativa contribuiria também para reforçar o efeito orexígeno. A buclizina possui ainda um discreto efeito antimuscarínico central.

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2020.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play