COBAVIT

3803 | Laboratório CIFARMA

Descrição

Princípio ativo: Ciproeptadina,
Ação Terapêutica: Estimulantes do apetite

Composição

Cada mL do xarope, após reconstituição contém: cloridrato de ciproeptadina 0,8 mg. Veículo q.s.p. 1 mL (sacarose, citrato de sódio, metilparabeno, propilparabeno, propilenoglicol, sacarina sódica, ciclamato de sódio, aroma de cereja, álcool etílico e água purificada e glicose)

Apresentação

COBAVITxarope - Embalagem contendo um sachê com 5 g de pó para preparação extemporânea e xarope em frasco de 100 mL + copo-medida.

Indicações

COBAVIT é indicado como estimulante do apetite, nos estados de anorexia, caquexia, astenia e nos períodos de convalescença após enfermidades infecciosas. É também indicado nos picos pôndero-estaturais da infância.

Dosagem

COBAVIT comprimidos deve ser administrado da seguinte maneira: Adultos: 1 comprimido três vezes ao dia. Crianças de 2 a 6 anos: ½ a 1 comprimido, duas vezes ao dia, antes das refeições. Crianças acima de 6 anos: 1 comprimido, duas vezes ao dia, antes das refeições. COBAVIT xarope deve ser administrado da seguinte maneira: Crianças de 2 a 6 anos: ½ colher de chá (2,5mL) a 1 colher de chá (5,0mL), duas vezes ao dia, antes das refeições. Crianças acima de 6 anos: 1 colher de chá (5,0mL), duas vezes ao dia, antes das refeições. ATENÇÃO: Não há esquema posológico recomendado para crianças com idade inferior a 2 anos. COMO PREPARAR O XAROPE: Corte o sachê em uma de suas laterais. Verta todo o conteúdo do sachê no frasco do xarope. Agite vigorosamente o frasco, até obter uma solução perfeitamente límpida. Administre o medicamento preparado em colher de chá ou copo medida, como indicado no item Posologia. NOTA: COBAVIT xarope, após a reconstituição, mantém sua eficácia terapêutica por 30 dias. Após a reconstituição, cada 5mL de xarope contém 1mg de cobamamida e 4mg de cloridrato de ciproeptadina.

Contra-indicações

COBAVIT é contra-indicado aos pacientes que apresentam hipersensibilidade aos componentes da formulação. COBAVIT é contra-indicado nos casos de glaucoma de ângulo fechado, de obstrução do colo da bexiga, aos pacientes tratados com inibidores da MAO, aos pacientes com retenção urinária, com úlcera péptica estenosante, com hipertrofia prostática ou obstrução piloroduodenal. O seu uso também é contra-indicado durante a gravidez e em pacientes com antecedentes alérgicos a quaisquer componentes da fórmula. Certos efeitos dos anti-histamínicos sugerem cautela na administração do produto em pacientes com epilepsia e distúrbios cardiovasculares severos. COBAVIT não deve ser administrado a bebês prematuros e a recém-nascidos; não é aconselhável a sua administração a menores de 2 anos de idade. Por conter açúcar em sua fórmula, não deve ser administrado em pacientes diabéticos.

Reações Adversas

Os efeitos colaterais mais freqüentes são sedação e sonolência. Muitos pacientes que no início se queixam de sedação podem deixar de apresentá-la após os quatro primeiros dias de tratamento e/ou com a redução da dose. Raramente, podem ocorrer secura das mucosas, cefaléia, náusea e erupções cutâneas, retenção urinária e distúrbios gastrintestinais leves. Muito raramente, pode ocorrer estimulação do sistema nervoso central manifestada por agitação, confusão ou alucinações visuais.

Interação com outros medicamentos

Os anti-histamínicos potencializam os efeitos sedantes dos depressores do sistema nervoso central, incluindo o álcool, barbitúricos, hipnóticos, analgésicos opiáceos, ansiolíticos e neurolépticos. Os inibidores da monoaminoxidase, os antidepressivos tricíclicos e a atropina podem aumentar os efeitos antimuscarínicos dos anti-histamínicos. Os anti-histamínicos podem negativar testes cutâneos potencialmente positivos e, por isso, sua administração deve ser descontinuada vários dias antes dos testes.

Superdose

A superdosagem de anti-histamínicos manifesta-se por sintomas antimuscarínicos, extrapiramidais, gastrintestinais e do sistema nervoso central. Podem também ocorrer sinais e sintomas do tipo atropínico (boca seca, pupilas dilatadas e fixas, rubor, etc.). No caso de ingestão acidental de doses em excesso, deve-se induzir o vômito se o mesmo não ocorrer espontaneamente. Devem ser adotadas precauções especiais para evitar aspiração do conteúdo gástrico em crianças. O paciente deve ser submetido a lavagem gástrica seguida da administração de carvão ativado. O tratamento deve ser sintomático, levando-se em consideração os efeitos farmacológicos do produto.

Dizeres legais

Reg. M S.: 1.1560.0070.

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play