ENAX

1669 | Laboratório ARESE

Descrição

Ação Terapêutica: Antigripais

Composição

-Cápsulas Gelatinosas Duras de 200mg: Cada cápsula contém: Extrato seco de Echinacea purpúrea 200,00mg, (Padronizado em 6,0mg (3%) de fenóis totais, expressos em ácido chicórico). Excipientes: celulose + lactose, polivinilpirrolidona, álcool isopropílico, lactose, dióxido de silício, estearato de magnésio e croscarmelose sódica. -Comprimidos revestidos de 200mg: Cada comprimido contém:Extrato seco de Echinacea purpúrea 200,00mg, (Padronizado em 6,0mg (3%) de fenóis totais, expressos em ácido chicórico). Excipientes: dióxido de silício, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, estearato de magnésio, copolímero ácido metacrílico E100, talco, dióxido de titânio, corante lacca alumínio azul n° 2, polietilenoglicol 6000, água de osmose, álcool isopropílico. -Xarope: Cada mL de xarope contém: Extrato seco de Echinacea purpurea 40,00mg (Padronizado em 1,2mg (3%) de fenóis totais, expressos em ácido chicórico). Excipientes: glicerol, metilparabeno, aroma de caramelo, aroma de framboesa, água de osmose.

Apresentação

Cápsula Gelatinosa Dura de 200mg: caixa com 8 e 30 cápsulas gelatinosas duras.
Comprimido Revestido de 200 mg: caixa com 8 e 30 comprimidos revestidos. Xarope: frasco com 30 e 100 mL.
USO ORAL
USO ADULTO

Indicações

Este medicamento é usado como preventivo e coadjuvante na terapia de resfriados e infecções do trato respiratório e urinário.

Dosagem

-Cápsula gelatinosa dura:
Ingerir 1 (uma) a 3 (três) cápsulas ao dia, ou a critério médico.
-Comprimido revestido:
Ingerir 1 (um) a 3 (três) comprimidos ao dia, ou a critério médico.
-Xarope:
Ingerir 5 mL, 2 (duas) a 3 (três) vezes ao dia, ou a critério médico.
O medicamento tem sua eficácia máxima quando tomado desde o surgimento dos primeiros sintomas da infecção.
As formas farmacêuticas comprimidos e cápsulas, não devem ser partidos, abertos ou mastigados.

Contra-indicações

Devido à possível ativação de agressões autoimunes e outras respostas imunes hiper-reativas, o medicamento não deve ser administrado em pacientes com esclerose múltipla, asma, colagenose, Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), pacientes fazendo uso de medicamentos imunossupressores, tuberculose e outras desordens autoimunes.
Pacientes com histórico de hipersensibilidade e alergia a plantas da família Asteraceae ou a qualquer um dos componentes da fórmula não devem fazer uso do produto.
De acordo com a categoria de risco de fármacos destinados às mulheres grávidas, este medicamento apresenta categoria de risco C.
Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Reações Adversas

Este medicamento pode causar febre passageira e distúrbios gastrintestinais, como náusea, vômito e gosto desagradável na boca após a tomada.
Reação rara ( >1/10.000 e < 1/1.000): reações alérgicas diversas, como coceira, e agravar crises asmáticas.
Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Precauções

Não há estudos disponíveis sobre o uso deste medicamento em mulheres e lactantes.

Resultados de eficácia

Um estudo clínico realizado com 120 pacientes com infecção aguda do trato respiratório registrou a redução da duração da doença e melhora significativa dos sintomas entre os pacientes tratados com suco estabilizado de E. purpurea do que entre aqueles que foram tratados com placebo (HOHEISEL et al., 1997). Em outro estudo realizado com 59 pacientes com infecção aguda do trato respiratório demonstrou-se redução das queixas relativas a um índice de 12 sintomas em 64% dos pacientes tratados com E. purpurea e 29% entre aqueles que foram tratados com placebo (BRINKEBORN et al., 1999).

Interação com outros medicamentos

Não são conhecidas interações medicamentosas de extratos de E. purpurea com outros medicamentos.

Cuidado de armazenamento

O medicamento deve ser conservado protegido da luz, do calor, da umidade, em temperatura ambiente entre 15 e 30° C. O prazo de validade deste medicamento é de 24 meses a partir da data de fabricação.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com prazo de validade vencido. Guarde-o em embalagem original.
A cápsula gelatinosa dura é de coloração azul escuro e odor característico.
O comprimido é de coloração azul e odor característico.
O líquido é de coloração pardo escuro de odor característico e sabor doce.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Superdose

Suspender a medicação imediatamente. Recomenda-se tratamento de suporte sintomático pelas medidas habituais de apoio e controle das funções vitais.
Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Dizeres legais

M.S. n° 1.1861.0116
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Fonte Bulário Eletrônico da Anvisa, 05/10/12.

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

Outros medicamentos ARESE

iVademecum © 2016 - 2020.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play