FASLODEX

4346 | Laboratório ASTRAZENECA

Descrição

Princípio ativo: Fulvestranto,
Ação Terapêutica: Hormônios e antagonistas hormonais

Composição

Cada 5 mL contém: fulvestranto 250 mg. Excipientes q.s.p. 5 mL. Excipientes: álcool etílico, álcool benzílico, benzoato de benzila e óleo de rícino.

Apresentação

Solução injetável (líquido viscoso), via intramuscular. Embalagem com uma seringa preenchida, contendo 5 mL da solução injetável, acompanhada de uma agulha estéril descartável.
USO ADULTO

Indicações

FASLODEXé indicado para o tratamento de mulheres de qualquer idade e que estejam na pós-menopausa, portadoras de câncer de mama localmente avançado ou metastático, previamente tratadas com terapia endócrina (anti-estrogênio ou inibidor da aromatase), independente se a pós-menopausa ocorreu naturalmente ou foi induzida artificialmente.

Dosagem

Mulheres adultas (incluindo idosas): A dose recomendada de FASLODEXé de 250 mg, em injeção única de 5 mL, a ser administrada por via intramuscular nanádega, com intervalos de 1 mês. É recomendado que a injeção seja administrada lentamente.
Crianças:não é recomendado o uso em crianças ou adolescentes, já que a segurança e a eficácia não foram estabelecidas neste grupo etário.
Pacientes com insuficiência renal:não é recomendado ajuste de dose para pacientes com clearance de creatinina maior que 30 mL/min. A segurança e a eficácia não foram avaliadas em pacientes com clearance de creatinina menor que 30 mL/min (ver item "Advertências").
Pacientes com insuficiência hepática:não é recomendado ajuste de dose para pacientes com insuficiência hepática categoria A e B de Child-Pugh. O uso de FASLODEXnão foi avaliado em pacientes com insuficiência hepática categoria C de Child-Pugh (ver itens "Advertências" e "Características Farmacológicas - Propriedades Farmacocinéticas").
Idosas:não é necessário ajuste de dose para pacientes idosas.
Interações que necessitam ajuste de dose:não existem interações medicamentomedicamento conhecidas que necessitem ajuste de dose.

Contra-indicações

FASLODEX é contraindicado a pacientes com conhecida hipersensibilidade ao fulvestranto ou a qualquer componente da fórmula.

Reações Adversas

As seguintes categorias de frequências para reações adversas a medicamentos (RAM) foram calculadas com base no grupo de tratamento de FASLODEX250 mg em análises conjuntas a partir dos estudos 9238IL/0020, 9238IL/0021, 9238IL/0025, D6997C00002 (CONFIRM), D6997C00004 (FINDER 1), D6997C00006 (FINDER 2), and D6997C00003 (NEWEST).

Com base nos dados, não há evidências de uma relação causal entre FASLODEXe os eventos incomuns ou raros relatados nos estudos clínicos de FASLODEX.

Precauções

O fulvestranto é metabolizado primariamente no fígado.
Deve-se ter cuidado ao usar FASLODEXem pacientes com insuficiência hepática, pois o clearance pode ser reduzido (ver itens "Posologia" e "Características Farmacológicas - Propriedades Farmacocinéticas").
Deve-se ter cuidado antes de tratar pacientes que tenham clearance de creatinina menor que 30 mL/min (ver item "Características Farmacológicas - Propriedades Farmacocinéticas").
Deve-se ter cuidado antes de tratar pacientes com distúrbios de coagulação, trombocitopenia ou em uso de anticoagulante, devido à via de administração.
Efeitos sobre a capacidade de dirigir veículos e operar máquinas: é improvável que FASLODEXinterfira na capacidade de dirigir veículos ou operar máquinas. Entretanto, durante tratamento com FASLODEXfoi relatada astenia, e deve-se observar com cuidado os pacientes que apresentam esse sintoma ao dirigir veículos ou operar máquinas.
Uso durante a gravidez e a lactação:
Categoria de risco na gravidez: D.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.
Como esperado com um antiestrogênico potente, estudos em animais têm mostrado toxicidade reprodutiva (ver item "Características Farmacológicas - Toxicologia Reprodutiva"). O fulvestranto é encontrado no leite de ratas em níveis significativamente maiores do que os níveis plasmáticos. O risco potencial para humanos é desconhecido. Portanto, o uso de FASLODEXdeve ser evitado em gestantes ou lactantes.
USO EM IDOSOS, CRIANÇAS E OUTROS GRUPOS DE RISCO
Ver item "Posologia".

Resultados de eficácia

Efeitos no tecido de câncer de mama in vivo
Estudos clínicos em mulheres na pós-menopausa com câncer de mama primário e com tumores com receptor de estrógeno RE positivo mostraram que o fulvestranto suprimiu significativamente a expressão RE, comparativamente ao placebo e ao tamoxifeno. Houve também diminuição significativa da expressão dos receptores de progesterona, consistente com os dados pré-clínicos que demonstraram que fulvestranto não tem efeitos estrogênicos agonista intrínseco (Robertson JF et al. Cancer Res 2001; 61 (18): 6739-46).
Efeitos no câncer de mama avançado
Dois estudos clínicos de fase III foram finalizados, com 851 mulheres na pósmenopausa com câncer de mama avançado que tiveram recorrência da doença na terapia endócrina adjuvante ou após terapia endócrina adjuvante ou progrediu após terapia endócrina para doença avançada. Estes estudos compararam a segurança e eficácia de FASLODEXcom um inibidor da aromatase de terceira geração, o anastrozol.
Em geral, FASLODEX250 mg foi pelo menos tão eficaz quanto o anastrozol em termos de resposta objetiva, benefício clínico, tempo para progressão, tempo para falha de tratamento e qualidade de vida.
FASLODEX250 mg mostrou maior duração de resposta em ambos os estudos. No estudo norte americano (estudo 9238IL/0021), a duração média da resposta foi de 19,3 meses para FASLODEX250 mg e de 10,5 meses para o anastrozol. No outro estudo (no resto do mundo - estudo 9238IL/0020), a duração média da resposta foi de 14,3 e 14,0 meses para FASLODEX250 mg e anastrozol, respectivamente.
Este dado somente é representativo da população estudada, e não pode ser assumido para pacientes de outras populações.
Não há dados de eficácia que suportam o uso de FASLODEXem pacientes na prémenopausa com câncer de mama avançado (Howell A. et al.J Clin Oncol 2002; 20 (16):3396-403; Osborne CK et al.J Clin Oncol 2002; 20 (16): 3386-95).
Efeitos no endométrio na pós-menopausa
Os dados pré-clínicos de FASLODEXsugerem que ele não terá efeito estimulador no endométrio na pós-menopausa (Wakeling AE et alCancer Res 1991; (51): 38673873).
Um estudo em voluntárias saudáveis na pós-menopausa mostrou que em comparação ao placebo, pré-tratamento com FASLODEX250 mg resultou em significativa redução da estimulação do endométrio na pós-menopausa em voluntárias tratadas com 20 mcg por dia de etinilestradiol. Isso demonstra o potente efeito antiestrogênico no endométrio na pós-menopausa (Addo S. et al.Br J Cancer 2002; 87: 1354-1359).

Interação com outros medicamentos

O fulvestranto não inibe significativamente quaisquer isoenzimas principais do citocromo P450 (CYP) in vitro, e resultados de um estudo de farmacocinética clínica envolvendo coadministração de fulvestranto com midazolam também sugerem que doses terapêuticas de fulvestranto não terão efeito inibitório na CYP3A4. Em adição, embora o fulvestranto seja metabolizado pela CYP3A4 in vitro, um estudo clínico com rifampicina não mostrou alterações no clearance de fulvestranto como um resultado da inibição da CYP3A4. Resultados de um estudo clínico com cetoconazol, um potente inibidor da CYP3A4, também indicaram que não há alterações clinicamente relevantes no clearance de fulvestranto. Não é necessário ajuste de dose em pacientes recebendo inibidores ou indutores da CYP3A4.

Cuidado de armazenamento

FASLODEXdeve ser conservado sob refrigeração, em temperatura entre 2°C e 8°C, protegido da luz.

Superdose

Não há experiência de superdosagem em humanos. Estudos em animais não mostram outros efeitos além daqueles relacionados direta ou indiretamente à atividade antiestrogênica, que foram evidentes com doses altas de fulvestranto. Caso ocorra superdosagem, as pacientes devem ser tratadas sintomaticamente.

Dizeres legais

ANVISA/MS - 1.1618.0114
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Indicado para o tratamento de:

Publicidade

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play