STILUX

3479 | Laboratório EMS

Descrição

Princípio ativo: Nafazolina,
Ação Terapêutica: Descongestionantes oftálmicos

Composição

Cada ml contém: cloridrato de nafazolina 0,15 mg, sulfato de zinco (na forma de sulfato de zinco heptaidratado) 0,30 mg, veículo* q.s.p. 1 ml. *ácido bórico, borato de sódio, edetado dissodico diidratado, cloreto de sódio, povidona, cloreto de benzalcônio, água para injeção.

Apresentação

Solução Oftálmica - Frasco com 20 ml
Uso Oftálmico
Uso Adulto (acima de 12 anos de idade)

Indicações

Solução Oftálmica antisséptica, adstringente e sedativa para o tratamento das irritações e infecções da conjuntiva. Conjuntivites, irritações oculares (poeira, vento, calor, fumaça, gases irritantes, luz e corpos estranhos).

Dosagem

Adulto - 1 a 2 gotas em cada olho, até 4 vezes ao dia ou de acordo com a orientação médica.
Criança - Somente com prescrição médica.
Se a irritação persistir ou se sentir dores oculares ou alteração na visão, consulte o médico.
MODO DE USAR
1- Recline a cabeça para trás com os olhos fechados, aproxime o gotejador no canto do olho.
2- Aperte levemente o frasco plástico, para gotejar o produto. Abra e feche os olhos duas a três vezes.

Contra-indicações

STILUX colírio é contra indicação para pacientes que apresentam hipersensibilidade aos componentes da fórmula.
Não use este medicamento em casos:
- Glaucoma ângulo estreito ou doenças oculares graves,
- Se estiver se medicando com um inibidor de monoaminoxidase (MAO).

Reações Adversas

Informe o seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como: dilatação pupilar, aumento da pressão intra-ocular, dor de cabeça, pressão alta, náusea, sudorese, fraqueza, aumento de irritação ocular, hipertiroidismo.
Se a irritação persistir ou parecer dor, consulte um oftalmologista.

Precauções

STILUX colírio deve ser usado com precaução em pacientes com problemas cardiovascular, no diabete, na hipertensão, no hipertiroidismo devido a nafazolina. Remover as lentes de contato antes de instilar o colírio.
PRODUTO DE USO EXCLUSIVO EM ADULTOS. O USO EM CRIANÇAS REPRESENTA RISCO Á SAÙDE.

Interação com outros medicamentos

O uso concomitante deste colírio é desaconselhável em casos em que o paciente esteja fazendo uso de um medicamento com ação inibidor a da MAO.

Superdose

Cuidados especiais devem ser empregados quando um excesso do produto for instilado no olho, tais como: lavá-lo com água ou soro fisiológico.
Se acidentalmente for ingerido, aconselha-se beber bastante líquido para provocar diluição.
PACIENTES IDOSOS
Deve-se ter cautela na administração em pacientes idosos com graves problemas cardiovasculares como arritmia e hipertensão, pois pode ocorrer exacerbação destas condições.
SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR. NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS, PROCURE A ORIENTAÇÃO MÉDICA.

Informação técnica

CARACTERISTICAS
Farmacodinâmica
O cloridrato de nafazolina, que é um fármaco simpaticomimética sintética com o nucleo imidazol. Este núcleo lhe confere não só ações adrenérgicas, mas também colinérgicas.
Este fármaco possui uma potente ação vasoconstritora periférica, mediada por um estímulo no tipo alfa 1 de receptores adrenérgicos.
O cloridrato de nafazolina é absorvido por todas as vias, incluindo o trato gastrintestinal, a via parenteral e a aplicação sobre as mucosas nasal e ocular.
O sulfato de zinco tem ação antisséptica adstringente de efeito comprovado nas conjuntivites.
O produto descongestiona os olhos vermelhos, tem a ação antisséptica, adstringente e sedativa para o tratamento das irritações e infecções da conjuntiva.
Farmacocinética
Foi relatada absorção sistêmica após aplicação tópica de soluções de nafazolina. A nafazolina não é usada sistemicamente, porém é rapidamente absorvida pelo trato gastrintestinal.
O grau de absorção do zinco tópica é influenciado pela base na qual o componente zinco está contida e pelas condições da pele (intacta ou lesada).

Farmacocinética

CARACTERISTICAS
Farmacodinâmica
O cloridrato de nafazolina, que é um fármaco simpaticomimética sintética com o nucleo imidazol. Este núcleo lhe confere não só ações adrenérgicas, mas também colinérgicas.
Este fármaco possui uma potente ação vasoconstritora periférica, mediada por um estímulo no tipo alfa 1 de receptores adrenérgicos.
O cloridrato de nafazolina é absorvido por todas as vias, incluindo o trato gastrintestinal, a via parenteral e a aplicação sobre as mucosas nasal e ocular.
O sulfato de zinco tem ação antisséptica adstringente de efeito comprovado nas conjuntivites.
O produto descongestiona os olhos vermelhos, tem a ação antisséptica, adstringente e sedativa para o tratamento das irritações e infecções da conjuntiva.
Farmacocinética
Foi relatada absorção sistêmica após aplicação tópica de soluções de nafazolina. A nafazolina não é usada sistemicamente, porém é rapidamente absorvida pelo trato gastrintestinal.
O grau de absorção do zinco tópica é influenciado pela base na qual o componente zinco está contida e pelas condições da pele (intacta ou lesada).

Dizeres legais

Registro M.S. n° 1.0235.0535

iVademecum © 2016 - 2019.

Politica de Privacidade
Disponible en Google Play